Cantora Paula Mattos revela ser casada há nove anos com uma mulher: ‘Quem me ama vai me aceitar do jeito que sou’

·2 minuto de leitura

Na véspera de lançar a música “Não esfriou”, que tem a diversidade sexual como tema, a cantora sertaneja Paula Mattos falou pela primeira vez sobre sua orientação sexual. Ela contou ser gay e casada com uma mulher há nove anos.

— Estou me assumindo gay. Não é fácil estar falando para o Brasil sobre esse assunto, mas as pessoas ficavam comentando: “Será que ela é? Será que ela não é?”, nos bastidores. Eu nunca tive problema com isso, mas tinha medo de falar e as pessoas enxergarem de uma outra maneira, não me aceitarem — declarou ela em entrevista ao jornalista André Piunti, em seu canal no YouTube.

Paula ainda desabafou que não recebeu apoio da família:

— O cancelamento não começa na internet, e sim dentro de casa. Aos 8 anos de idade, minha mãe me viu dando um selinho numa amiguinha de escola e me olhou feio, me reprimiu. Por me sentir culpada, cheguei a namorar garotos, mas aos 18 anos resolvi me assumir para os meus pais e não foi fácil lidar com a reação da minha mãe. Quando eu contei, ela começou a chorar muito, como se eu tivesse matado alguém. É muito importante a mãe apoiar, acolher o filho, entender o que ele quer ser. Eu cresci com vários bloqueios, não me aceitava.

A artista disse que construiu uma família com uma outra mulher, mas que não ia revelar a identidade dela. E explicou o porque de se expor agora.

— Eu sou casada há nove anos, não é um caso ou uma brincadeira. Mas não vou expor uma pessoa que não é pública. O respeito é tudo — afirmou ela, que compôs “Não esfriou” em homenagem à parceira de vida: — A gente tem uma família, não estou aqui pra ganhar like, mas pra me posicionar. Ia esperar mais quanto tempo vendo as pessoas morrendo por homofobia? Ameaçadas na internet... Isso é horrível! Que mal a pessoa faz por ser quem ela é?

A sul-matogrossense, de 31 anos, disse que se sentiu estimulada a falar também depois de assistir ao quadro “De volta ao passado”, do “Caldeirão do Huck”, com Pabllo Vittar. Na atração, a mãe da drag disse tê-la apoiado desde o início:

— Eu me sinto madura e pronta para falar desse assunto, mesmo sabendo que ainda existe muito preconceito. Mas quem me ama vai me aceitar do jeito que eu sou.

O clipe de “Não esfriou”, que será lançado nesta quinta-feira (15), alterna imagens de Paula cantando com cenas de casais reais homoafetivos trocando carinhos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos