Cantora viraliza com mais de 6 milhões de visualizações em vídeo cantando sucesso de Anitta no trem

Ela nasceu no subúrbio carioca, começou a cantar na igreja e sempre acreditou no inglês como oportunidade de crescimento profissional. A descrição poderia ser de Anitta, mas se encaixa também na vida da cantora Alice K, de 26 anos, que viralizou nas redes sociais com um vídeo cantando o hit "Envolver" num trem da SuperVia. Alice ainda não faz turnês internacionais, mas a carreira dentro dos vagões não a desanima. Pelo contrário: com mais de 6 milhões de visualizações no TikTok em apenas um vídeo e 21 mil seguidores no Instagram, a moradora de Guadalupe — bairro vizinho a Honório Gurgel, onde nasceu a Poderosa — tem orgulho do trabalho nos trens e sonha com projeções cada vez maiores, como a possibilidade de cantar uma música com Anitta e o contrato com uma gravadora.

Aumento: Em 2021, uma criança foi abandonada a cada 30 horas no Estado do Rio

Mobilidade urbana: Empréstimo do Banco Mundial para o Rio deve ser usado para melhorar BRT e ciclovias

Rio de Cores: Mês do orgulho LGBTQIA+ tem descontos em atrações, bares e hotéis para turistas no Rio

— Hoje estou buscando alguém que acredite no meu talento e no meu trabalho. Tenho orgulho de cantar no trem, mas quero a chance de alçar voos mais altos.

Alice conta que começou a se interessar pela música ainda na infância, quando morava no Complexo do Alemão e o pai passava horas ouvindo a coleção de discos e CDs. Mas o encanto nunca foi uma pretensão de carreira. Foi na igreja, aos 11 anos, que ela teve a primeira experiência de cantar em frente a uma plateia. Aos 16, saiu de casa e foi morar na Vila Cruzeiro. Engravidou aos 18. Alice sentia que a vida a afastava da música e foi trabalhar com telemarketing para sustentar o filho Micael.

No entanto, dois anos depois, um episódio marcou de vez a vida dela e trouxe de volta o sonho de cantar e de viver da música. Mas não de forma definitiva.

— Eu estava indo pra faculdade e entraram três rapazes no trem, que começaram a cantar. Achei incrível a apresentação deles e senti uma vontade enorme de cantar junto. Pedi, perguntei se eles permitiam. Cantei "Love never felt so good", do Michael Jackson, e todo o vagão começou a me aplaudir. Soltei a voz. Foi uma sensação espetacular — conta Alice, que tem como ídolos, além de Anitta e do rei do pop, os cantores Bruno Mars, Beyoncé, Rihanna e Amy Winehouse: — Comecei a cantar com eles. Mas meses depois eu me separei e, na condição de mãe solo, precisei voltar a trabalhar formalmente para sustentar o meu filho. Era a minha prioridade.

Baixas temperaturas: Em semana com recorde de frio no estado, turismo de inverno ganha força no Rio

Em 2020, a demissão do emprego a fez viver mais um "vai e vem" com a música. Sem trabalho, usou o dinheiro da rescisão para comprar uma caixa de som, um microfone e um pedestal. Encarou sozinha os vagões para cantar de novo nos trens, apesar da apresentação ser considerada inconstitucional pela Justiça do Rio. A fama veio apenas em março deste ano, quando já grávida do segundo filho, foi desafiada a cantar a nova música da Anitta e acabou viralizando nas redes sociais.

— Era uma sexta-feira, estava um clima de festa dentro do trem, algumas pessoas bebendo, outras indo para festas. Eu estava cansada, voltando para casa e me pediram para cantar. Comecei com Bruno Mars, mas logo alguém levantou a mão e pediu "Envolver", que era lançamento na época. Eu nem tinha a base instrumental dela, baixei ali na hora e cantei a parte que sabia. Um passageiro levantou e fez a coreografia, com o trem em movimento. Foi demais — conta Alice, aos risos.

O que ela não imaginava era que alguém estava filmando e que esse vídeo viralizaria nas redes sociais em menos de 24 horas. No dia seguinte já eram 50 mil visualizações no TikTok. Horas depois bateu 1 milhão. Hoje são 6,1 milhões. Até Anitta reparou na cena e chegou a postar em sua conta do Instagram. Dali para frente começaram a surgir comparações com a artista e a chamar Alice de "Anitta do trem", "grávida do trem" ou a perguntar "a Anitta está grávida, gente?!". Neste sábado, o vídeo dela cantando "Leave The Door Open" — música que levou quatro prêmios no Grammy Alwards deste ano —, que já chegou a mais de 100 mil visualizações no Instagram e a mais de 200 mil no TikTok, foi compartilhado pelo cantor internacional Anderson Paak, que faz dupla com Bruno Mars na banda chamada Silk Sonic.

Fim de semana prolongado: Segunda é dia de samba e cerveja gelada em rodas da Zona Norte

Alice, que também canta em festas, barzinhos e eventos, conta com a ajuda do marido e empresário Gabriel Cardoso, que trabalha ainda como cantor e compositor.

— Eu já sofri muitos julgamentos. As pessoas não levam a sério nosso trabalho, acham que estamos ali de brincadeira, por sermos jovens. Já ouvi que eu ia cantar no trem para ganhar dinheiro e ir no shopping gastar, à toa — conta ela, que planeja voltar a se apresentar no mês que vem, dois meses após o nascimento de Ivar Emmanuel. — Preciso continuar trabalhando para ajudar na renda da minha família. Nesse tempo recebi ajuda de amigos, com doação de dinheiro e cestas básicas.

Para o futuro, ela sonha em assinar um contrato com uma gravadora e também em cantar uma música ao lado da cantora Anitta, sua grande referência e inspiração.

— Acredito que tudo acontece na hora que tem que acontecer. Mas me preparei muito para isso. O inglês, por exemplo, aprendi sozinha, nunca fiz cursos. Baixava as letras das músicas internacionais e as traduções e ia estudando, em casa mesmo. Queria saber o que eu estava cantando. Acredito muito na minha profissão como incentivo a outros jovens também viverem da arte, impedindo que muitos deles se envolvam com o tráfico, a prostituição, o crime. Tem muita gente talentosa por aí.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos