Capes deve passar por pente-fino e ter medidas de Bolsonaro revertidas

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) deve passar por um pente-fino nas próximas semanas, para desfazer algumas medidas consideradas danosas pelo governo de Jair Bolsonaro (PL).

Um dos alvos deve ser o Qualis, sistema que atribui pesos às publicações científicas, e que teve a métrica modificada no final do governo passado. Artigos em prestigiosas revistas internacionais foram nivelados a veículos regionais de menor impacto.

Também haverá exame sobre os critérios para que cursos de mestrado possam funcionar em regime híbrido, com aulas on-line. A avaliação é que os parâmetros permitiram que as instituições de ensino tenham total liberdade para definir este modelo, sem compromisso com a qualidade.