Capitão da PM pré-candidato ao governo do ES pelo PSTU é ameaçado de morte, diz partido

O capitão da Polícia Militar Vinícius Souza, pré-candidato ao governo do Espírito Santo pelo PSTU, está sendo alvo de ameaças de morte, segundo nota divulgado pelo partido nesta quarta-feira.

Caso aconteceu em 2017: Blogueiro bolsonarista Allan dos Santos é condenado por calúnia contra cineasta

Relatório da PF: Mensagens indicam que líder do governo pediu dinheiro a empresário e ofereceu ajuda no Inmetro

Segundo o PSTU, uma vaquinha online foi criada em um site de financiamento coletivo com o seguinte anúncio: "Arma para matar o Vinícius Sousa". Um boletim de ocorrência já foi feito na Delegacia de Repressão a Crimes Cibernéticos.

De acordo com o partido, as devidas medidas legais estão sendo tomadas contra o site que hospedou a campanha e junto ao Tribunal Regional Eleitora do ES para garantir a segurança do pré-candidato.

"Nosso partido repudia toda e qualquer ameaça à vida e às liberdades democráticas, em especial, às candidaturas da esquerda, que têm sido alvo do ódio dos setores mais reacionários e ultraconservadores no Brasil presidido pelo protofascista Bolsonaro", disse o PSTU na nota.

Pré-candidata do partido à Presidência da República, Vera Lúcia denunciou o caso nas suas redes sociais:

Capitão da PM, Vinícius Souza, que é membro do Movimento Policiais Antifascistas, é pré-candidato ao governo do Espírito Santo desde maio deste ano. Sua candidatura deverá ser homologada no próximo sábado, durante uma convenção partidária.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos