Capitais terão 5G funcionando até 29 de agosto, afirma ministro

Sinal 5G chega em breve em toas as capitais (Getty IMage)
Sinal 5G chega em breve em toas as capitais (Getty IMage)
  • Tecnologia já está funcionando em Brasília;

  • Ministro diz que sinal deve chegar em todas as capitais em breve;

  • Operação já está atrasada em relação ao calendário inicial

Quando o 5G puro foi anunciado no Brasil, a previsão era de que o sinal estaria ativo até o final de julho. Com demoras e atrasos, o prazo foi estendido e alterado.

Em uma coletiva de imprensa realizada nesta quarta-feira o ministro das Comunicações, Fábio Faria, afirmou que todas as capitais brasileiras deverão ter o 5G funcionando até o final do mês que vem.

“Até dia 29 de agosto todas as capitais já têm que ter o 5G funcionando. Aí eles têm 30 dias, até 29 de setembro, para lançar comercialmente. Então eles ficam em teste até 29 de setembro, aí a Anatel vai a campo para aferir o resultado”, disse o ministro.

Atualmente, Brasília já conta com a tecnologia “full 5G”. O sinal foi iniciado em 6 de julho de 2022. De acordo com os responsáveis pela difusão da internet, as próximas capitais a dispor da novidade serão Belo Horizonte, Porto Alegre e João Pessoa.

Faria disse ainda que as faixas que serão utilizadas pelo 5G nas três capitais, que antes eram ocupadas com sistema de antenas parabólicas, estão liberadas. “Entretanto o lançamento comercial nessas capitais é uma decisão das operadoras, que precisam fazer isso até o dia 29 de setembro”, ressaltou.

De acordo com a Anatel, as próximas capitais a receber o 5G devem ser Rio de Janeiro, São Paulo, Curitiba, Goiânia e Salvador.

O conselheiro da Agência Moisés Moreira ressalta que está acontecendo um estudo para a implementação do sinal nesses municípios. No entanto, ainda não há data marcada para a deliberação.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos