Capital paulista ampliará ensino presencial a partir de 2 de agosto

·3 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O prefeito de São Paulo Ricardo Nunes (MDB) anunciou nesta terça-feira (20) a ampliação do ensino presencial na sua rede educacional, a partir do dia 2 de agosto.

De acordo com a Secretaria Municipal da Educação, as creches receberão 60% das crianças de maneira presencial, sendo que 40% continuarão em atividades remotas, ou seja, sem revezamento.

O critério para quem frequentará as creches são alunos que vivem em situação de alta vulnerabilidade ou que os responsáveis precisam trabalhar e não têm com quem deixar as crianças.

No caso dos estudantes das escolas de educação infantil, ensino fundamental e médio, o revezamento se dará conforme a infraestrutura física dos estabelecimentos de ensino, de modo que enquanto uma turma está em aula presencial, outra turma estará em atividades educacionais a distância.

O modelo é o adotado pelo governo estadual em cada escola define a quantidade de alunos, respeitando o distanciamento de, ao menos, 1 metro de distância entre os estudantes. Não vai haver mais uma recomendação por percentual de capacidade para as unidades de ensino, que era de até 35% dos alunos na sala de aula.

Das 2.881 creches com 346 mil bebês e crianças matriculadas, 207 mil, ou 60%, serão atendidos nessa fase de ampliação. As 1.169 escolas de educação infantil, de ensino fundamental e médio, com 702 mil matriculados, funcionarão em sistema de rodízio, com até duas turmas. Estudantes do ensino de jovens e adultos retornam à modalidade presencial.

"Um dado muito preocupante é que cerca de 30% dos estudantes da rede municipal não entregaram nenhuma ou parte das atividades durante o cenário da pandemia no ano de 2020. É um dado muito preocupante da nossa rede de educação", disse Nunes ao acrescentar que as 468 UBS têm um protocolo de acompanhamento das escolas na cidade.

Ainda segundo o prefeito, as 4.500 pessoas inscritas no programa Mães Guardiãs terão seus contratos ampliados até dezembro e a cidade irá distribuir mais máscaras a todos os alunos, além de álcool em gel.

Mais 2.900 estagiários serão contratados para auxiliar os alunos do 2º e 3º anos, além da convocação de 961 profissionais que passaram nos concursos para professor de educação infantil, diretor de escola, coordenador pedagógico, supervisor escolar e auxiliar técnico de educação deverão reforçar o quadro da rede municipal de Educação.

Segundo o secretário municipal da Educação Fernando Padula, as regras para a ampliação do ensino presencial na rede educacional da cidade seguem o estabelecido em lei publicada em agosto de 2020.

"A lei [municipal] 17.437/20 faculta aqui na cidade que enquanto durar a crise sanitária teremos duas exceções: alunos com comorbidades e os alunos que as famílias optarem por não levar às escolas", esclareceu Padula.

Os protocolos sanitários, tais como uso de álcool em gel, uso de máscara, aferição de temperatura, orientação para lavar as mãos, higienização dos calçados na entrada, distanciamento de um metro entre as carteiras, higienização dos ambientes e o auxílio das mães guardiãs continuam nessa fase de ampliação.

As escolas de educação infantil terão a jornada reduzida em meia hora para higienização dos ambientes nas entradas e saídas de turno.

Para a prefeitura, 30% dos alunos matriculados não entregaram as tarefas ou apenas parte delas durante o ano de 2020. Crianças e jovens que apresentavam índice básico na Prova São Paulo 2019, em parte, caíram de rendimento. Os que estavam abaixo desse índice, continuaram sem avanço.

Em relação ao combate à evasão escolar, Padula afirmou que ações de busca ativa a esse aluno e monitoramento para evitar que isso venha a acontecer serão implementadas por meio da recuperação das aprendizagens (paralela e contínua), com materiais disponibilizados pela secretaria como vídeos e roteiros para auxiliar os professores.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos