Capitão Guimarães: Saiba tudo sobre a prisão de um dos maiores contraventores do RJ

Capitão Guimarães foi preso em casa nesta quarta - Foto: Reprodução/TV Globo
Capitão Guimarães foi preso em casa nesta quarta - Foto: Reprodução/TV Globo
  • Capitão Guimarães foi preso durante operação liderada pela Polícia Federal no Rio de Janeiro nesta quarta-feira (7)

  • O suspeito é considerado um dos maiores contraventores do estado nos últimos tempos e acusado de matar um pastor

  • Guimarães também é suspeito de liderar uma quadrilha responsável por comandar o jogo do bicho em pontos do estado

Um dos grandes contraventores do Rio de Janeiro nos últimos tempos, Aírton Guimarães Jorge, conhecido como Capitão Guimarães, foi preso na manhã desta quarta-feira (7).

De acordo com informações do portal g1, Capitão Guimarães é acusado pelo homicídio de um pastor em São Gonçalo, região metropolitana da capital fluminense, em julho de 2020.

Ele foi detido em meio a uma operação da Polícia Federal, realizada pelo Grupo de Investigações Sensíveis (GISE/Facções) e agentes do Ministério Público do Rio de Janeiro.

Durante a abordagem na manhã desta quarta, os policiais encontraram um fuzil na casa de Guimarães.

Operação Sicário

O contraventor e outros investigados eram alvos da Operação Sicário, que atua contra uma organização criminosa suspeita de monopolizar a exploração do jogo do bicho, máquinas caça-níqueis e outros jogos.

No total, 120 policiais estiveram envolvidos na ação da manhã desta quarta. Detido, Capitão Guimarães foi levado para a sede da Polícia Federal, na Zona Norte do Rio.

A reportagem do g1 tentou contato com a defesa do suspeito, mas não obteve sucesso.

Assassinato de pastor

Capitão Guimarães é suspeito de arquitetar o assassinato do pastor Fábio Aguiar Sardinha, de 41 anos, morto em frente ao pai em um posto de combustíveis em São Gonçalo.

Segundo a investigação, o pastor teria sido executado depois de desviar dinheiro da facção criminosa liderada por Guimarães.

A Polícia Militar explicou que, no dia do crime, o pastor chegou ao posto para abastecer o carro e foi abordado por dois homens. Em meio à ação foi baleado e não resistiu aos ferimentos.