Capitólio (MG): veja o nome de todas as vítimas identificadas

·2 min de leitura

O Corpo de Bombeiros concluiu na tarde desta segunda-feira (10) a identificação das 10 vítimas da tragédia no Lago de Furnas, em Capitólio (MG). O grupo atingido pelo rochedo estava hospedado em uma pousada em São José da Barra (MG).

Todas as vítimas do acidente estavam na mesma lancha que tinha o nome de "Jesus", segundo o delegado regional da Polícia Civil, Marcos Pimenta.

Os identificados são:

  • Rodrigo Alves dos Anjos, 40 anos, nascido em Betim (MG) — Vítima pilotava lancha

  • Carmem Pinheiro da Silva, de 43 anos, natural de Cajamar (SP)

  • Júlio Borges Antunes, de 68 anos, natural de Alpinópolis (MG);

  • Camila Silva Machado, de 18 anos, de Paulínia (SP);

  • Mykon Douglas de Osti, de 24 anos, de Campinas (SP);

  • Sebastião Teixeira da Silva, de 64 anos, de Anhumas (SP); e a esposa dele, Marlene Augusta Teixeira da Silva, de 57 anos, de Itaú de Minas (MG);

  • Geovany Teixeira da Silva, de 37 anos;

  • Geovany Gabriel Oliveira da Silva, 14 anos;

  • Thiago Teixeira da Silva Nascimento, 35 anos

A primeira vítima foi identificada oficialmente na manhã deste domingo. Outras quatro vítimas foram identificadas durante a noite. Três vítimas foram identificadas durante a madrugada desta segunda-feira (10). O piloto foi identificado na manhã desta segunda e a última identificada — Carmem Pinheiro — teve seu nome incluído na lista já no período da tarde.

Todos os mortos identificados estavam na lancha chamada Jesus, a mais atingida na tragédia de sábado (8/1), quando uma rocha se desprendeu do paredão do cânion e atingiu embarcações cheias de turistas.

A condição em que foram resgatados os corpos dificulta a identificação, informou a Polícia Civil mineira. “Os corpos estão bastante prejudicados“, disse Marcos Amaral, médico legista de Passos, em coletiva de imprensa na manhã deste domingo sobre a identificação das vítimas.

Ainda não se sabe o que provocou o acidente. Além da Polícia Civil, a Marinha informou que um inquérito será instaurado para apurar as causas do deslizamento de pedras no Lago de Furnas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos