Carla Vilhena critica Globo após exibição de série incompleta: "Que absurdo"

Foto: Reprodução/Instagram (@carlavilhena)

Carla Vilhena, que trabalhou na Globo durante 34 anos, não tem poupando a emissora de críticas em suas redes sociais. Nesta terça-feira (17), por exemplo, a jornalista reclamou de uma estratégia da Globo envolvendo a série sobre a vida de Hebe Camargo.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Siga a gente!

Para conseguir mais assinantes, a emissora decidiu exibir apenas os dois primeiros episódios do conteúdo na TV aberta. Os oito restantes ficaram disponíveis no Globoplay apenas para os assinantes da plataforma de streaming. No Twitter, Carla declarou que o canal foi injusto e o que fez foi um absurdo.

Leia também:

“Boa noite, queridos. Da próxima vez me avisem que o filme não vai ter fim, ok? Caí como uma pata”, iniciou ela, que recebeu a confirmação por meio de seus seguidores. Ainda sem acreditar que aquela foi a decisão da empresa em que trabalhou por tanto tempo, a jornalista não escondeu sua revolta e questionou a decisão da emissora novamente.

“Não estou entendendo, para ver o final de Hebe eu tenho que assinar a Globoplay? Ou vai passar o final outro dia? Alguém sabe? Estou revoltada”, publicou Vilhena.

Esta não é a primeira vez que Carla “causa” ao citar a Globo nas redes sociais. Recentemente, a jornalista ficou entre os assuntos mais comentados do Twitter ao criticar Maju pela cobertura da morte do diretor Jorge Fernando.

Ela também fez uma brincadeira ao dizer que Isis Valverde estaria “destruindo mais casamentos” porque em ‘Amor de Mãe’ sua personagem começou a namorar Magno (Juliano Cazarré), marido de uma mulher que está em coma há anos.

A frase lembrou rumores do suposto envolvimento de Isis com Cauã Reymond, que era casado com Grazi Massafera na época. Cauã e Isis atuaram juntos na minisséries ‘Amores Roubados’, exibida em 2014.