Carla Zambelli diz que Regina Duarte 'ganhou a Cinemateca para não ficar desamparada'

Maior acervo da memória audiovisual do país (mais de 250 mil rolos de filmes e um milhão de documentos), a Cinemateca Brasileira, em breve, será administrada por Regina Duarte, destituída do posto de secretária especial de Cultura na manhã desta quarta-feira (20). No Congresso, a decisão do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) vem provocando reações das mais diversas.

Colada em Regina nos últimos dias, a deputada federal Carla Zambelli (PSL), numa entrevista à CNN Brasil, disse que a atriz saiu "triste" e que ganhou cargo na Cinemateca para não ficar "desamparada", depois de perder contrato na Globo. A parlamentar também elogiou a escolha do nome do ator Mario Frias ("Ele foi um ator de sucesso, e depois virou um produtor de sucesso. Entende de gestão") para secretário de Cultura.

Mais cedo no Twitter, Carla Zambelli escreveu: "Ao contrário do que a mídia insiste em dizer, o presidente não está 'fritando' Regina Duarte. Ela segue com a gente, só que contribuindo lá de São Paulo, mais perto de sua família, na Cinemateca, para onde vai daqui alguns dias".

O Twitter também foi utilizado por outras personalidades do meio político, que repercutiram a saída de Regina Duarte do cargo.

Líder da oposição no Senado, eleito pela Rede Sustentabilidade do Amapá, o senador Randolfo Rodrigues postou: "Regina Duarte nem chegou a compor o 'governo'. Nada fez pela cultura, sequer se sensibilizou com a morte de colegas. Com todo respeito, que ela mesmo deixou de ter, já vai tarde!"

A deputada federal Maria do Rosário (PT) escreveu: "Caiu Regina!? Assumiu quando, mesmo? Nunca. Será que um dia revelará que foi o pior pior papel de sua vida? Mas essa é a vida real, Regina! Talkey..? Parece que você descobre agora quem destrói pessoas, reputações e você deveria ter medo."

O professor de história e deputado federal Chico Alencar (Psol), comentou: "Regina sai como entrou: pequenada, servil e insensível às agruras do povo da Cultura. A nulidade vai ser pagem do Bolsonaro quando ele for a SP. Se merecem."

Em vídeo postado na manhã desta quarta-feira por Jair Bolsonaro, Regina Duarte diz que sua saída da Secretaria foi um 'duplo presente', graças à nomeação para a Cinemateca.