Carlos Bolsonaro entra no STF contra Janones, que provoca: "Te pago em dinheiro vivo"

Carlos Bolsonaro entrou com ação no STF contra André Janones; deputado provocou nas redes (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
Carlos Bolsonaro entrou com ação no STF contra André Janones; deputado provocou nas redes (Foto: REUTERS/Adriano Machado)

Depois de ser alvo de uma ação de Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) no Supremo Tribunal Federal, André Janones (Avante-MG) usou as redes sociais para provocar o filho do presidente da República.

“O Carlos Bolsonaro acaba de ingressar com uma ação no STF pedindo 20 mil reais por eu ter emitido a opinião de que ele é miliciano bandido e vagabundo! Carlos Bolsonaro, faz por 10 não? Eu pago em dinheiro ‘vivo’”, escreveu.

A referência feita por Janones diz respeito a uma reportagem da jornalista Juliana Dal Piva, no Uol. A matéria mostra que quase metade do patrimônio em imóveis do presidente Jair Bolsonaro (PL) e de seus familiares mais próximos foi construída nos últimos 30 anos com uso de dinheiro em espécie.

Imóveis em dinheiro vivo

Reportagem do portal UOL divulgada nesta terça-feira (30) revela que desde 1990, quando Bolsonaro entrou na política, até hoje, ele, irmãos e filhos negociaram 107 imóveis. Do total, pelo menos 51 foram adquiridos total ou parcialmente com uso de dinheiro vivo, segundo declaração dos próprios integrantes do clã.

As compras registradas nos cartórios com o modo de pagamento “em moeda corrente nacional”, que significa “repasses em espécie”, totalizaram R$ 13,5 milhões. Porém, atualmente esse dinheiro vale bem mais: Em valores corrigidos pelo IPCA, o volume equivale a R$ 25,6 milhões.

Processo contra Janones

Na última segunda-feira (29), o vereador Carlos Bolsonaro protocolou uma queixa-crime no STF contra André Janones. O filho do presidente alega que o deputado cometeu o crime de injúria, ao chama-lo de “miliciano”.

O responsável por analisar o caso será Ricardo Lewandowski.