Carlos Bolsonaro pede licença sem remuneração da Câmara dos Vereadores do Rio até a véspera das eleições

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos) pediu licença sem remuneração até o dia 30 de setembro, véspera das eleições. O pedido foi publicado no Diário Oficial da Câmara do Rio nesta terça-feira.

Filho do presidente Jair Bolsonaro, o vereador alegou que vai tratar de assuntos particulares. Assim como em 2018, espera-se que Carlos participe ativamente da campanha do pai.

Recentemente, a Câmara do Rio proibiu a participação dos vereadores nas sessões de forma remota e obrigou a presença em plenário. Carlos Bolsonaro foi contra a medida.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos