Carlos Sampaio retorna à liderança do PSDB em busca de consenso

Natália Portinari

BRASÍLIA — O deputado federal Carlos Sampaio (PSDB-SP) voltou à liderança do partido na Câmara dos Deputados na manhã desta quarta-feira. Bruno Araújo (PE), presidente da sigla, defendeu que o retorno de Carlos seria uma solução de consenso na briga que divide a bancada há uma semana.

Na sexta-feira passada, o aliado de Aécio Neves, Celso Sabino (PA), havia sido indicado líder por uma lista com 16 assinaturas. Para isso, porém, tiveram que ignorar uma eleição convocada por Carlos Sampaio, então líder do PSDB, na terça-feira anterior. Nessa ocasião, tinha sido eleito Beto Pereira (MS), aliado de João Doria, governador de São Paulo, com 16 votos.

A ideia de Bruno Araújo é que Carlos Sampaio fique à frente do grupo até fevereiro e tente pacificar a dissidência interna. A lista em que ele foi escolhido líder na manhã de hoje tinha 17 assinaturas, no entanto. Ou seja, ele obteve só um nome a mais além dos que já haviam votado em Beto Pereira.