Carnaval 2022: Porto da Pedra faz desfile 'tipo especial' e arranca gritos de é campeã

·2 min de leitura

RIO — Quarta escola a desfilar na madrugada desta quinta-feira, a Unidos do Porto da Pedra levantou o sarrafo na disputa da Série Ouro, antigo Grupo de Acesso, com um desfile "tipo especial". Abusando do luxo nas fantasias e da grandiosidade nos carros alegóricos, a agremiação de São Gonçalo impressionou e fez uma apresentação como se ainda estivesse no grupo de elite do carnaval.

Com o enredo "O caçador que traz alegria", a Porto da Pedra contou com um grande número de torcedores na Avenida, principalmente nos setores 1 e 3, que agitaram bandeirões e bandeirolas.

Na pista, a agremiação correspondeu e impressionou já no primeiro carro alegórico, onde o Tigre, símbolo da escola produzia movimentos mexendo a cabeça para os lados e dava "mordidas" no destaque que vinha à frente do carro, o que gerou aplausos do público.

O carro que fechou o desfile, Legado de Mãe Estela, também ganhou aplausos e alguns gritos de campeã ao chegar na Praça da Apoteose. Animado, o presidente Godzilla estava confiante ao fim da passagem pela Avenida.

— A Porto da Pedra é escola de (grupo) Especial. Deu tudo certo, não poderia ser melhor. Fizemos um grande desfile e tenho certeza que vamos conseguir — disse o presidente.

Mais cedo, a Em Cima da Hora abriu os desfiles com atraso de quase uma hora do previsto. O desfile ficou manchado pelo acidente com uma criança, de 11 anos, que foi atropelada por um carro alegórico após a dispersão. A menina passou por uma cirurgia e seu estado de saúde é grave.

Segunda escola a desfilar, a Acadêmicos do Cubango teve problemas ao longo do dia com boatos de afastamento da presidente e falta de roupas. Mas apesar do atraso na chegada das fantasias, a agremiação desfilou sem problemas, inclusive com a presidente Patricia Cunha presente, afastando os boatos de que deixaria o cargo.

Na sequência, a Unidos da Ponte, que sofreu com um atraso de uma hora devido ao acidente da Em Cima da Hora, fez um desfile morno e enfrentou problemas no encerramento, pois o portão de acesso para a dispersão emperrou e precisou ser serrado.

Com isso, a escola terminou o desfile com 56 minutos, um a mais do que o permitido, o que, pelo regulamento, gera uma punição de um décimo na apuração. No entanto, a falta pode ser abonada devido ao problema com o portão.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos