Carnaval 2022: 'Se o Flamengo pode jogar no Maracanã, a Portela pode jogar na Sapucaí, diz Paes

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O prefeito do Rio, Eduardo Paes, comparou os jogos de futebol, que estão sendo realizados com regras sanitárias, ao carnaval na Sapucaí no ano que vem e afirmou que a festa pode ser realizada na Avenida. A declaração foi feita, nesta sexta-feira, durante um evento de inauguração da placa que faz homenagem ao mestre Monarco no Parque de Madureira, na Zona Norte do Rio. O local agora passa a ser chamado de Parque Madureira - Mestre Monarco.

— Se Deus quiser, essa bateria (da Portela, que estava no evento) vai arrebentar na Avenida, no carnaval que vai ter com passaporte de vacina, teste, sei lá o que vai ter. Já que o Flamengo pode jogar no Maracanã, a Portela pode jogar na Marquês de Sapucaí — afirmou o prefeito.

No início desta semana, ele afirmou que a folia na Marquês de Sapucaí e festas privadas são mais fáceis de "ter controle", do que os blocos de rua, e precisaria de uma avaliação maior sobre a festa pela cidade. Na última quarta- feira, o Comitê Científico de Enfrentamento à Covid-19 (CEEC), grupo de especialistas que orienta a prefeitura do Rio sobre a pandemia, recomendou que, nas condições atuais, a capital não deve estabelecer qualquer restrição ao carnaval do ano que vem.

O documento do comitê informa que "O CEEC, fundamentado no cenário epidemiológico favorável (números de casos e internados e percentual de positividade de testes) e com 80% de cobertura vacinal, na análise dos dados de todos os eventos com aglomeração no país e no Rio de Janeiro, e sustentado pelas evidências científicas disponíveis, recomenda à Secretaria municipal de Saúde que não estabeleça, nesse momento, qualquer restrição à realização do carnaval carioca”.

Caso os blocos de rua realmente saiam para o cortejo, valeriam hoje as regras sanitárias vigentes, ou seja, sem o uso de máscaras. No caso da Sapucaí, a apresentação do passaporte de vacinação seria obrigatório tanto para componentes das escolas quanto para o público da Marquês.

Apesar da folia nas ruas ainda não estar confirmada, segundo o prefeito, a lista de blocos autorizados pela prefeitura do Rio para desfilar em 2022 será divulgada na próxima segunda-feira pela Riotur, órgão que administra o carnaval na cidade. A permissão ainda precisará passar pela Polícia Militar e pelo Corpo de Bombeiros.

A inauguração da placa em homenagem ao compositor, que faleceu no início deste mês, aos 88 anos, alterou o nome do Parque Madureira, que passou a se chamar Parque Madureira — Mestre Monarco, a partir desta sexta-feira. A causa da morte foi devido a complicações de uma cirurgia que realizou no intestino. De acordo com o prefeito Eduardo Paes, a ideia é que uma escultura também seja colocada no parque.

— Papai andou de calça curta por esse espaço. Oitenta e poucos anos depois se tornou o nome do local por todos os feitos dele, integridade moral e respeito que conquistou. Agradeço a todos e todes que estão prestando homenagem para o meu velho. Estou muitíssimo emocionado — lembrou Marquinho Diniz, filho de Monarco.

Emocionado, o presidente da Portela, Luiz Carlos Magalhães, lembrou de seu companheiro de avenida e de vida:

— Nós viemos aqui com o Monarco, em novembro do ano passado, quando ele estava bem de saúde, para plantar o Baobá (árvore símbolo da África), que é o nosso samba-enredo. Hoje ele está na entrada do parque. É uma árvore que mostra toda a sustentação e a resistência da cultura negra. Nós são sabíamos que estávamos plantando o Monarco aqui. Ele é o nosso Baobá.

Último integrante da Velha Guarda da Portela, Hildemar Diniz, seu nome de nascimento, era símbolo da azul e branca. Um de seus primeiros contatos com o samba foi quando passou a morar, ainda criança, no bairro de Oswaldo Cruz, também na Zona Norte do Rio. Monarco fez história ao lado de diversos cantores e compositores do samba, como Paulinho da Viola e Clara Nunes.

— Estamos muito agradecidos. Digo em nome de toda a família e toda a comunidade da Portela — diz o cantor Mauro Diniz, filho do sambista.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos