Carnaval 2023: Desfiles da Intendente Magalhães vão mudar de lugar

Esse carnaval não será igual aos 16 últimos que passaram. Tradicional passarela dos grupos de acesso, a Intendente Magalhães será transferida para a Rua Ernani Cardoso, em Cascadura, 250 metros distante do ponto original dos desfiles. A área para que a escola se apresente será a mesma, de 400 metros, mas a prefeitura promete uma estrutura semelhante a do Sambódromo para dar mais dignidade às escolas das séries Prata e Bronze e ao Grupo de Avaliação. As novidades foram apresentadas hoje num evento no Palácio 450, sede da prefeitura na Zona Norte.

Carnaval 2023: Império faz declaração de amor a Arlindo Cruz na abertura dos ensaios técnicos do Grupo Especial

Passaporte para a folia: Ainda há ingressos para arquibancada e cadeiras nos desfiles do grupo especial

— Vai mudar, mas vai continuar no mesmo território para não perder a essência do local. A Intendente é um lugar sagrado para o samba — disse o subprefeito da Zona Norte, Diego Vaz — Vamos melhorar a estrutura e dar maias visibilidade ao local. Fazer uma Sapucaí dentro da Nova Intendente. Vamos fazer uma revolução na infraestrutura do carnaval, tanto para quem desfila quanto para os moradores.

Toda uma estrutura móvel de arquibancadas, lounge, frisas, camarotes e cabines de jurados será montada no local, que também terá espaço para os tradicionais banquinhos ou cadeiras de praia que formam uma área vip de improviso durante os desfiles. O local terá, ainda, cenografia e iluminação especiais.

— A distância é a mesma, mas as escolas poderão mostrar os desfiles com mais dignidade, como acontece na Sapucaí. As escolas que desfilam ali estarão no Sambódromo no futuro — disse o presidente da Riotur, Ronnie Costa, que garante que o espetáculo vai continuar gratuito — Vai continuar sendo um carnaval popular, as pessoas não vão pagar ingresso. Vai ser o carnaval da democracia.

Folia pelos bairros: Zona Sul do Rio terá menos desfiles de blocos no carnaval de rua deste ano

Antes, o desfile acontecia da Rua Couto Meneses até a Carlos Xavier. Agora, será da esquina da Rua Padre Manso até a esquina da Domingos Lopes. Num trecho da rua dedicado apenas ao comércio, o novo local resolve uma questão de logística que preocupava prefeitura e moradores.

— A mudança é excelente porque tem uma UPA que fica ali bem onde é o recuo da bateria, além de muitas pessoas idosas na região — disse a dona de casa Rita de Cássia, feliz com a mudança — Finalmente alguém teve essa consciência.

Pelos bairros: escolas de samba têm ensaios de rua e se preparam para desfilar; confira a programação

Moradora da região há 48 anos, a contadora Luciana Evangelista acha que a mudança não deveria ser feita.

— Vou sentir falta. As crianças já estavam acostumadas a pular o carnaval ali. Tem muito espaço, não precisava mudar — disse.

Mais amplo, o novo ponto terá capacidade ampliada. Se até então os desfiles na Intendente comportavam duas mil pessoas, na Ernani Cardoso serão cinco mil. A prefeitura garante que os vendedores autônomos e a comercialização de bebidas em embalagens de vidro estarão proibidos.

No Rio: Celebração da Democracia vira tema oficial do carnaval

Ao todo, serão cinco noites de desfile das escolas do Grupo de Avaliação e das séries Prata e Bronze — antigos grupos de acesso C, D e E. As apresentações acontecem no domingo (19/2), com as escolas do Grupo de Avaliação, segunda-feira (20/2) e terça-feira (21/2), com as escolas da Série Bronze, e sexta-feira (24/2) e sábado (25/2) com as escolas da Série Prata.

— Com esse novo carnaval da Intendente2 as escolas vão chegar mais fortes na Sapucaí – disse a presidente de honra da Portela, Tia Surica, que esteve no Palácio 450.

Alvo de polêmica, o grande número das escolas da Série Prata — são 32 este ano — deve mudar em 2024, de acordo com o presidente da Superliga, Clayton Ferreira.

— É um número elevado que vamos ter que começar a enxugar esse ano. A gente recebeu escolas de outras ligas, por isso o inchaço. A partir do ano que vem vamos começar a reduzir duas escolas por ano até chegarmos a 26 — disse Clayton.