Carnaval: mudanças e contratos renovados para os desfiles de 2023. Veja o que já foi definido

98810227_RI Rio de Janeiro RJ 26-04-2022 Carnaval 2022 - Apuração das escolas de samba do Grupo.jpg

RIO — O carnaval fora de época de 2022 mal acabou — com o Desfile das Campeãs ainda neste sábado — e já é hora de pensar o do próximo ano. Nos bastidores é hora do troca-troca de carnavalescos a rainhas e de pensar quais serão os enredos. Por ora, apenas a Acadêmicos do Grande Rio, campeã deste ano, que deixou escapar o que pretende levar para a Marquês de Sapucaí: a história de vida de Zeca Pagodinho. Se depender do bicheiro Jayder Soares, patrono da agremiação, o cantor será enredo da escola de Caxias. Confira o que já se sabe para o próximo ano.

Carnaval 2023 é logo ali

O presidente da Liga Independente das Escolas de Samba do Rio de Janeiro (Liesa), Jorge Perlingeiro, comemorou a festa fora de época e destacou que já é hora de se programar para a próxima folia. O maior evento da terra acontecerá no último final de semana de fevereiro de 2023.

— O carnaval acontecerá entre os dias 24 e 27 de fevereiro de 2023. Faremos bonito como fizemos neste ano. Vou contar uma coisa: eu adorei o que vi neste ano. Sou alto crítico em tudo que faço. Mas a opinião foi unânime: esse carnaval fora de época ficou espetacular. O nível que as escolas levaram para a Avenida, após a pandemia, foi altíssimo. Além disso, o público lotou arquibancadas e camarotes. Tudo isso após quatro adiamentos. E amanhã teremos um Desfile das Campeãs maravilhoso. Já vendemos praticamente todos os ingressos — destacou Perlingeiro, que preside a Liesa pela primeira vez.

Carnavalescos da Grande Rio permanecem

Se a Grande Rio contará ou não a história de Zeca Pagodinho, ainda não se sabe. O que é certo é a permanência da dupla de carnavalescos à frente do título inédito da escola de Caxias. Na terça-feira, antes da apuração, a renovação do contrato de Gabriel Haddad e Leonardo Bora, agora campeões, já havia sido acertada.

— Renovamos, vamos seguir com esse processo vitorioso que temos em Caxias. Fomos abraçados pela comunidade, temos total apoio do nosso presidente. É motivo de orgulho poder defender essa grande escola — disse Haddad, ainda na Praça da Apoteose.

Leandro Vieira é incerteza na Mangueira

No dia seguinte à apuração que definiu o resultado do carnaval do Rio, enquanto profissionais se despedem ou renovam contratos com as escolas que defenderam este ano, alguns dos principais artistas da festa continuam com o futuro indefinido. A permanência do carnavalesco Leandro Vieira na Mangueira, por exemplo, ainda não está certa, enquanto os rumos da eleição para a presidência da verde e rosa tampouco estão delineados.

— A escola passará por eleições e, até o momento, não houve nenhuma procura ou demonstração de interesse de nenhum possível candidato na minha permanência. Nem da atual presidência, que pode pensar em dar continuidade à gestão realizada, nem de possíveis futuros candidatos ao cargo. Não sei responder (sobre a permanência), até porque, já tendo passado cinco dias do trabalho realizado, nem sei se há interesse de quem está lá ou de quem pode estar na minha continuidade. É preciso ser paciente para obter essa resposta — afirmou Leandro.

Enfim, a vitoória:

Renato e Márcia Lage ficam na Portela

Uma semana após passar pela Avenida, com o enredo “Igi Osé Baobá” e ficar em quinto lugar, o martelo foi batido em Oswaldo Cruz e Madureira. A dupla de carnavalescos Renato Lage e Márcia Lage renovou com a Portela e será a responsável pelo desenvolvimento do desfile do centenário da agremiação em 2023. Ambos estão na escola de samba desde 2020. A azul e branca ainda não disse o que pretende mostrar na Sapucaí para celebrar a data.

Paulo Barros na Vila Isabel

A Unidos de Vila Isabel resolveu mexer em seu time para o carnaval de 2023. Mesmo com o quarto lugar conquistado pelo carnavalesco Edson Pereira, que desenvolveu o enredo em homenagem a Martinho da Vila, a escola confirmou a contratação de Paulo Barros. Foi o próprio bicheiro Aílton Guimarães Jorge, o capitão Guimarães, que fez o convite para Barros. O nome do carnavalesco já vinha sendo ligado à Vila mesmo antes dos desfiles desse ano, mas a confirmação só aconteceu na última quarta-feira (27). Barros, que estava na Paraíso do Tuiuti, já teve passagens pela escola de Noel. Em 2009, ele assinou um enredo com Alex de Souza sobre o Theatro Municipal, o que rendeu o quarto lugar. Nove anos depois, em 2018, ele voltou à agremiação com o carnavalesco Paulo Menezes e assinou o enredo "Corra que o futuro vem aí", que ficou em nono lugar.

Rainha de bateria permanece na Mocidade

Horas após passar pela Avenida, começou o burburinho que empresária Giovana Angélica, rainha de bateria da Mocidade Independente de Padre Miguel, que decidiu raspar o cabelo para o desfile — no enredo que celebrou o orixá Oxóssi — poderia perder o posto para a modelo Gracyanne Barbosa. No entanto, a assessoria de imprensa da escola garante que Giovana seguirá no posto. Inclusive, a agremiação resolveu fazer uma postagem em uma rede social para afastar dúvidas.

“Devoção, comprometimento e muito amor ao meu pavilhão. Tem coisas que só quem é cria vai entender. E de ser cria do meu fundamento, ela entende demais. Esse momento entrou para a história e tenho muito orgulho de ter você comigo. Te amo, Rainha e seguiremos de mãos dadas com a nossa Não Existe Mais Quente”, escreveu a escola.

Antes do desfile, a Mocidade já havia anunciado a permanência do Mestre Dudu, à frente da bateria, e do casal de mestre-sala e porta-bandeira Diogo Jesus e Bruna Santos. Mas, na terça-feira, os coreógrafos da comissão de frente, Jorge Teixeira e Saulo Finelon, anunciaram a saída da verde e branco. Eles são responsáveis por trabalhos marcantes da agremiação, como a de 2017, quando um Aladin voou pela Avenida.

Novo intérprete na Imperatriz

O Pitty de Menezes é o novo contratado da verde e branco da Leopoldina. O desligamento do cantor da Porto da Pedra foi anunciado na manhã desta quinta-feira (28) pela direção da agremiação de São Gonçalo. “A Unidos do Porto da Pedra, em nome do seu presidente, Godzilla, comunica oficialmente que o intérprete Pitty de Menezes pediu seu desligamento da agremiação. Agradecemos a Pitty, toda a dedicação, talento e respeito ao tigre de São Gonçalo. Desejamos muito sucesso em sua carreira profissional. Informamos, que o nome do novo intérprete será informado em breve”, disse o comunicado.

Em 2022, além do Porto da Pedra, Pitty de Menezes fez parte do carro de som da Unidos da Tijuca.

Arthur Franco deixa o posto na Imperatriz, e publicou uma mensagem de despedidas: "Infelizmente não estarei em 2023 com vocês. Desejo a todos muito sucesso e boa sorte, que consigam levar a Imperatriz ao degrau maior. Sempre estarei torcendo por vocês mesmo longe da escola que me deu a primeira oportunidade no Grupo Especial", escreveu ele.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos