Carro avança contra multidão e deixa um morto e vários feridos no centro de Berlim

Um carro atropelou nesta quarta-feira (8) várias pessoas em uma rua comercial do centro de Berlim, uma tragédia que deixou um morto e vários feridos, antes da detenção do motorista, anunciou a polícia, que ainda não determinou as motivações do incidente.

Os serviços de emergência registaram "mais de uma dezena de feridos", incluindo cinco "lutam por suas vidas", enquanto outras três pessoas levadas para o hospital estão "gravemente feridas".

O veículo, um Renault Clio prata, bateu às 10h30 (5h30 de Brasília) contra a vitrine de uma loja perto da estação de trem do zoológico de Berlim.

O motorista tentou fugir, mas foi interceptado por outros pedestres e detido pela polícia, explicou Yhilo Cablitz, agente das forças de segurança no local. O homem seria um armênio-alemão de 29 anos, de acordo com algumas fontes.

O atropelamento aconteceu perto da igreja Memorial, monumento emblemático da zona ocidental da capital alemã, situado em uma das avenidas comerciais mais movimentadas de Berlim, a Kurfürstendamm.

A polícia de Berlim, que não informou se investiga o caso como um ato deliberado ou um acidente, confirmou no Twitter que uma pessoa faleceu no atropelamento.

Mais de 100 policiais e bombeiros foram enviados ao local, que fica perto da área onde, em 19 de dezembro de 2016, um terrorista islamita atropelou e matou 12 pessoas com um caminhão durante uma feira de Natal.

O automóvel primeiro avançou contra os pedestres "e prosseguiu em sua trajetória" por 150 a 200 metros antes de bater em uma vitrine, disse Cablitz.

"Eu estava perto da fonte quando ouvi um barulho alto, então vi uma pessoa voando (pelo impacto do veículo)", declarou à AFP Frank Vittchen, testemunha do atropelamento.

"Ele continuou muito rápido pela calçada e não freou. Depois, desceu e tentou fugir", acrescentou.

Outra testemunha, que não quis revelar sua identidade, disse que o motorista atropelou "um grupo de estudantes" antes de avançar um sinal vermelho e continuar sua viagem com "velocidade excessiva".

De acordo com vários veículos de comunicação, a vítima fatal é um professor que acompanhava o grupo de estudantes.

Algumas horas depois da tragédia, o veículo permanecia bloqueado na vitrine de uma loja de perfumes, com a porta do carona aberta.

Nos últimos anos foram registrados vários ataques com veículos na Alemanha, cometidos por pessoas com distúrbios psicológicos.

Um dos mais graves ocorreu em abril de 2018 em Munster (oeste), quando um homem atropelou com uma van cinco pessoas reunidas diante de um restaurante. O motorista cometeu suicídio logo depois com um tiro na cabeça.

Em dezembro de 2020, um motorista de 51 anos que sofria episódios de surto psicótico matou cinco pessoas (incluindo um bebê) e feriu gravemente 14 ao invadir em estado de embriaguez, uma área de pedestres em Trier (sudoeste) pouco antes do Natal.

Em Volksmarsen, na região de Hesse (oeste), um homem de 30 anos feriu mais de 100 pessoas em fevereiro de 2020 ao avançar com seu veículo contra o desfile de carnaval.

dac-yap/smk/emd/grp/es/fp

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos