Kim Jong-un condena ataque dos EUA na Síria em mensagem enviada para Assad

Pyongyang, 17 abr (EFE).- O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, condenou nesta segunda-feira o ataque dos Estados Unidos à Síria em uma mensagem dirigida ao presidente deste país, Bashar Al-Assad, por causa do 71° aniversário de sua independência.

O líder norte-coreano qualificou de "ato temerário de invasão" o ataque americano do dia 7 sobre uma base aérea do regime de Damasco por seu suposto uso de armas químicas, segundo a mensagem recolhida pela agência estatal "KCNA".

Trata-se da primeira vez que Kim critica pessoalmente a ação militar de Washington, e acontece no mesmo dia em que o vice-presidente americano, Mike Pence, disse para Pyongyang não duvidar da "determinação" mostrada pelos Estados Unidos em seus recentes bombardeios na Síria e Afeganistão.

Kim também expressou seu "apoio e solidariedade aos esforços do Governo e do povo da Síria para alcançar justiça", em uma nova amostra da boa relação entre os líderes de ambos países.

Assad, por sua vez, enviou duas mensagens de felicitação na semana passada a Kim por causa do 105° aniversário do aniversário do fundador da Coreia do Norte e avô do atual líder, Kim Il-sung, celebrado o sábado, segundo a agência norte-coreana.

Kim, além disso, enviou uma mensagem ao presidente sírio na quinta-feira para felicitá-lo pelo 70° aniversário da fundação do seu partido, o governante Baaz. EFE