Carro-bomba mata 19 pessoas no norte da Síria

Rebeldes sírios apoiados pela Turquia se reúnem na cidade de Al Bab, na província de Aleppo, em 11 de outubro de 2019

Ao menos 19 pessoas, incluindo 13 civis, morreram neste sábado em um atentado com carro-bomba na cidade de Al-Bab, nordeste da Síria, informou a ONG Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

"A explosão aconteceu em um local em que se concentram táxis e ônibus na cidade de Al Bab", afirmou o diretor do OSDH, Rami Abdel Rahman.

De acordo com o balanço atualizado do OSDH - que inicialmente citou 14 mortos - o atentado deixou 19 vítimas fatais e mais de 30 heridos, alguns em estado grave. O atentado não foi reivindicado até o momento.

Mas a Turquia, país vizinho da Síria, onde Ancara mobilizou tropas, acusou a principal milícia curda das Unidades de Proteção Popular (YPG), que chama de "terrorista".

"Os terroristas das YPG continuam atacando inocentes, utilizando os mesmos métodos do Daesh", afirmou o ministério turco da Defesa no Twitter, em referência ao grupo extremista Estado Islâmico.

A cidade de Al Bab, antigo reduto dos extremistas do Estado Islâmico (EI), fica 30 km ao norte de Aleppo.

A localidade é cenário de assassinatos e confrontos violentos desde que, há dois anos, passou ao controle das forças turcas, apoiadas por milicianos sírios, de acordo com o OSDH.

O EI continua executando atentados nesta e em outras regiões da Síria.

O conflito na Síria, que começou em 2011, já matou 370.000 pessoas e provocou o deslocamento de milhões de sírios.

A guerra no país se tornou complexa com o passar dos anos, com o envolvimento de outros países e a entrada de grupos jihadistas no conflito.

Em março deste ano, o califado autoproclamado do EI foi derrotado na Síria graças às forças curdas, apoiadas por uma coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos.