Carro cai de mezanino e atinge mulheres na recepção de concessionária

·3 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Um carro caiu do mezanino de uma concessionária na avenida Rio Branco, no centro de São Paulo, na manhã desta segunda-feira (27), e atingiu duas mulheres que estavam na recepção do local.

Segundo Marco Palumbo, major do Corpo de Bombeiros, uma das vítimas é uma jovem de 19 anos. “Ela ficou gravemente ferida e foi levada pelo helicóptero Águia [da Polícia Militar] para o pronto-socorro do Hospital das Clínicas”, afirmou.

A outra vítima atingida pelo carro é uma jovem de 22 anos. Ela, segundo os bombeiros, sofreu apenas ferimentos leves e foi levada para o pronto-socorro da Santa Casa de São Paulo.

No momento da queda, um homem, de idade não revelada, estava ao volante do carro na concessionária da marca Volkswagen. Segundo os bombeiros, ele também foi encaminhado ao Hospital das Clínicas com suspeita de fratura nos membros inferiores.

“Imaginamos que ele seja um funcionário da concessionária que estivesse realizando algum trabalho de manutenção nos veículos, mas ainda não se sabe ao certo o que de fato aconteceu. O relato das pessoas que estavam no local é de que o motorista perdeu o controle do veículo”, diz o major dos bombeiros.

Segundo informações do boletim de ocorrência, policiais militares foram chamados para atender a uma ocorrência de um carro que teria caído de uma altura de seis metros no interior da concessionária. "No local, encontraram o veículo com as rodas para cima no saguão da loja e o manobrista no interior do carro preso nas ferragens", afirmou o documento.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública, testemunhas disseram que o manobrista estacionava um VW Voyage no mezanino, no segundo piso, quando, por motivos ainda desconhecidos, perdeu o controle do carro e despencou com o automóvel na recepção. "O manobrista não é habilitado para conduzir veículo automotor", afirmou a pasta, em nota.

Questionado sobre o motorista e a jovem de 19 anos, o Hospital das Clínicas afirmou não ter autorização de parentes para passar informações sobre o estado de saúde das vítimas. O mesmo foi dito pela Santa Casa de Misericórdia de São Paulo sobre a mulher de 22 anos

Ainda segundo o major Palumbo, a corporação foi avisada da ocorrência às 9h20 e encaminhou oito viaturas para o local, com cerca de 30 bombeiros.

“Deixamos o local em segurança para que seja realizada a perícia e assim possa ser identificado o motivo do acidente”, disse o major.

Segundo a SSP, o caso foi registrado no 2º DP (Bom Retiro) como lesão corporal culposa, ou seja, sem intenção, na direção de veículo automotor e dirigir sem permissão ou habilitação, e encaminhado ao 77º DP (Santa Cecília). "Foram solicitados exames periciais", afirmou trecho da nota.

Procurada, por telefone, a concessionária não quis se manifestar sobre o acidente. A reportagem esteve na concessionária por volta das 11h15. No entanto, o local estava fechado. Apenas uma viatura da Polícia Militar permanecia ali. Por sua fachada ser quase totalmente de vidro, era possível ver que o veículo acidentado ainda continuava na mesma posição.

Em nota, a Volkswagen afirmou que “tomou conhecimento do acidente em uma concessionária da marca.

"A empresa informa que todas as vítimas, funcionários da concessionária, foram rapidamente atendidas e encaminhadas, conscientes, para hospitais da região. A Volkswagen do Brasil lamenta o ocorrido e, em conjunto com a concessionária, está dando todo o suporte necessário às vítimas. As causas do acidente estão sendo investigadas”, disse.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos