Carro da Prefeitura da Manaus buscou morto na casa do enteado do prefeito

O enteado do prefeito se encontra em prisão domiciliar (Foto: Alailson Santos/Polícia Civil - AM)

RESUMO DA NOTÍCIA

  • Defesa de Alejandro Valeiko afirma que ele tem surtos psicóticos, mas não está envolvido no crime

  • Polícia aponta que pessoas de confiança do prefeito estavam dentro do carro

Câmeras de segurança flagraram um carro oficial da Prefeitura de Manaus retirando o corpo do engenheiro Flávio Rodrigues dos Santos da casa de Alejandro Valeiko, enteado do prefeito Arthur Virgílio (PSDB), após uma festa dada por ele. A informação é do programa Fantástico, da TV Globo.

As investigações da Polícia Civil sugerem que estavam dentro do carro Elizeu da Paz de Souza, segurança, policial militar e assessor pessoal do prefeito, e seu amigo Mayc Vinicius Teixeira. Mayc já confessou ter matado o engenheiro com uma facada no dia 29 do mês passado. Em depoimento, ele afirmou que cometeu o crime após “uma confusão” na casa do enteado do prefeito.

Leia também

A defesa de Valeiko alega que “homens encapuzados” retiraram a vítima de sua casa e o assassinaram no estacionamento do condomínio por causa de uma dívida sobre drogas. Afirma, ainda, que Alejandro é dependente químico e sofre com problemas psicológicos que causam surtos psicóticos, paranoia e impulsividade.

No dia do crime, estavam reunidos o enteado do prefeito, Flávio, José Edvandro Martins de Souza Junior, de 31 anos, Elielton Magno de Menezes Gomes Junior, de 22, e o chefe de cozinha Vitorio Del Gatto, que morava na casa de Valeiko. Os três últimos também são alvo de investigações.

Em entrevista, a mãe de Valeiko negou ter ajudado a limpar a cena do crime antes da chegada da perícia. "Eu também quero saber a verdade", disse a primeira-dama Elisabeth Valeiko.

Conforme decidido pela Justiça amazonense, Alejandro Valeiko está cumprindo prisão domiciliar.

O corpo do engenheiro foi encontrado no dia 30 de setembro no bairro Tarumã, a 15 minutos da casa do enteado do prefeito.