Carro popular? Gol, da Volkswagen, chega perto dos R$ 90 mil

·2 min de leitura
Carro Gol, da Volkswagen
Lançado em 1980, Gol foi um dos maiores sucessos da Volkswagen
(Getty Commercial)
  • Gol da Volkswagen, considerado carro popular, sofreu novo reajuste e está custando R$ 88.630

  • Modelo usado foi o mais vendido em agosto. Segundo a VW, modelo ganhará versão SUV

  • Sedã Voyage também passou por reajuste e Fox sairá do mercado

Quase R$ 90 mil. Esse é o valor que o consumidor terá que desembolsar para adquirir o Gol da Volkswagen, considerado carro popular ao longo de décadas. Após passar por novo reajuste, o modelo de entrada está custando nada menos que R$ 88.630 na versão mais completa, com câmbio automático, motor 1.6 flexível e pintura metálica.

Esta é a segunda alta em cerca de um mês, totalizando R$ 2.110 a mais no preço do Gol. Em agosto, o modelo foi o mais vendido entre os carros usados, segundo a Fenabrave, com mais de 81 mil unidades compradas.

Leia também:

A procura por carros usados parece virar tendência. Em abril, a CNN publicou uma matéria indicando que, além de estar cada vez mais caro produzir carros populares devido a novas normas de emissões de gases e itens obrigatórios, o consumidor está cada vez mais exigente. A saída para desfrutar de modelos mais equipados sem doer o bolso? Apostar nos carros de segunda mão.

Assim como o Gol, o sedã Voyage também enfrentou mais um reajuste, chegando a R$ 89.030. O aumento foi de R$ 3.780, já que em agosto custava R$ 85.250. Além disso, a Volkswagen anunciou que vai tirar de linha o Fox, um dos carros mais populares do Brasil, mas que já não emplacava há algum tempo.

Para renovar a frota, a montadora lançará uma versão de entrada do Polo Track, que deve chegar ao país em breve. Já o Gol ganhará uma nova geração, que o transformará em um pequeno SUV.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos