Cartão corporativo: gasto em padaria do Rio no dia de ato pró-Bolsonaro foi de R$ 55 mil

A gestão Jair Bolsonaro (PL) gastou R$55 mil com o cartão corporativo numa padaria do Rio de Janeiro no dia de uma manifestação a favor do governo, que ocorreu no domingo de 26 de maio de 2019. A despesa é a terceira maior registrada com alimentação durante o mandato do ex-presidente.

Cartão corporativo: Bolsonaro gastou com pet shop, doces e decoração de festa

Documento: PF apreendeu na casa de Anderson Torres minuta que sugeria a Bolsonaro intervir no TSE

O detalhamento dos gastos no cartão de Bolsonaro foi revelado na noite de quarta-feira pela Secretaria-Geral da Presidência, após um pedido da Lei de Acesso à Informação da agência "Fiquem Sabendo". No total, foram gastos R$27 milhões ao longo dos últimos quatro anos.

Além do alto valor em uma despesa única, o pagamento de R$55 mil numa padaria chama atenção por ter ocorrido no dia em que apoiadores de Bolsonaro fizeram a primeira grande manifestação pró-governo, ainda no início do mandato.

Na ocasião, bolsonaristas foram para as ruas em menos 156 cidades de 26 estados e no Distrito Federal fazendo protestos em defesa do governo. No Rio, o ato se concentrou na Avenida Atlântica, na orla de Copacabana. Manifestantes usavam roupas nas cores verde e amarelo e carregavam bandeiras do Brasil

Os R$55 mil foram gastos numa compra na rede de padarias Santa Marta, que possui unidades espalhadas por toda a cidade. Além de pães e confeitaria, as lojas servem almoço e chá da tarde.

O GLOBO entrou em contato com a Santa Marta para pedir detalhes da compra, porém a empresa informou que não irá comentar o caso neste momento.

Bolsonaro tinha viajado para o Rio naquele fim de semana para ir ao casamento de um de seus filhos, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP), que ocorreu no sábado. Ele não participou dos atos no domingo e foi apenas a um culto numa igreja evangélica, antes de retornar à Brasília no fim do dia.