Cartão vale-transporte: mais de 1,7 milhão de usuários devem fazer a troca a partir de hoje; veja os postos

Camilla Pontes
1 / 2

O prazo vai até maio

Começa nesta segunda-feira a troca gratuita dos cerca de 1,7 milhão de cartões do tipo vale-transporte (VT) pelo novo Riocard Mais, de cor laranja, que continuará sendo aceito nos ônibus, trens, metrô, barcas, vans, VLT e BRT. Esse tipo de cartão é recarregado pelas empresas, mas a substituição deverá ser feita pelo próprio usuário, e o prazo para isso vai até maio.

O atendimento ao público terá início em quatro estações de trem da SuperVia e em sete do BRT. Serão disponibilizadas 90 equipes para atender os usuários, de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h. Novos pontos de troca serão adicionados gradativamente à rede de atendimento e poderão ser conferidos no site https://mapa.riocardmais.com.br/

.

A gerente de Marketing da Riocard Mais, Melissa Sartori, ressalta que a empresa está repetindo o modelo de troca adotado para o cartão Expresso, no qual mais de três milhões de unidades foram substituídas pelos novos modelos.

— Desenvolvemos um planejamento para facilitar ao máximo a troca dos cartões vale-transporte. Entendemos que os nossos clientes estão sempre em movimento, e a melhor forma de atendê-los seria em pontos por onde se deslocam nos meios de transporte. Dessa forma, eles têm a opção de escolher a melhor data, o horário e o local para substituir o seu cartão antigo pelo novo Riocard Mais — diz Melissa.

O novo cartão oferece mais segurança e transparência aos usuários, por meio do aplicativo Riocard Mais, que permite o controle e a gestão de todas as transações realizadas pelos passageiros, como consulta de saldo ou extratos, recarga de créditos de transporte e a localização de pontos de atendimento em lojas físicas ou de parceiros conveniados. O aplicativo tem versões gratuitas disponíveis para celulares com sistemas Android e iOS. Até o momento, já foram feitos mais de 500 mil downloads do novo aplicativo.

Para realizar a troca, o usuário deve apresentar o vale-transporte antigo em um dos postos de troca. Ao migrar para o Riocard Mais, todas as informações serão transferidas integralmente para o novo cartão, como saldo, recargas e os benefícios tarifários de Bilhete Único Carioca, Bilhete Único de Niterói e Bilhete Único Intermunicipal.

Não é necessário apresentar documentação, mas somente o titular do cartão deve fazer a troca, já que o benefício é pessoal e intransferível. O usuário recebe no ato da troca dos cartões um comprovante com os valores dos créditos de transporte que estavam disponíveis no modelo antigo. Os cartões vale-transporte antigos deixarão de ser aceitos gradativamente nos meios de transporte durante o processo de troca, como aconteceu com o cartão expresso.

— Com o Riocard Mais, temos buscado simplificar e facilitar o uso do cartão. Tínhamos 25 faces diferentes para o cartão e reduzimos para apenas três: Expresso, Vale-Transporte e Empresarial. Nossa proposta é entregar mais praticidade, tecnologia e benefícios aos nossos clientes — explica Melissa Sartori.