Cartazes de álbum de Demi Lovato são banidos do Reino Unido por serem considerados ofensivos

Os cartazes do álbum de Demi Lovato foi retirado dos outdoors britânicos depois que a Advertising Standards Authority (ASA), do Reino Unido, considerou que eles provavelmente causariam “ofensa grave” aos cristãos.

O pôster, no estilo bondage, que promoveu o novo álbum “Holy Fvck” no Reino Unido, começou a aparecer em Londres logo após o lançamento. Não demorou muito para os reguladores de publicidade tomarem conhecimento do conteúdo e, posteriormente, tomarem medidas para remover os cartazes.

No pôster, Demi veste uma roupa estilo bondage - ou seja, amarrações - enquanto está deitada em uma cruz. A decisão oficial da ASA concluiu que o pôster provavelmente insultaria os telespectadores cristãos devido à sua sexualização da religião.

A ASA acrescentou que o álbum intitulado “Holy Fvck” também provavelmente ofenderia alguns.

Eles descreveram Demi Lovato na imagem amarrada em uma roupa estilo "escravidão" enquanto estava deitada em um colchão em forma de crucifixo, em uma posição com as pernas amarradas para um lado que lembrava Cristo na cruz".

O regulador de publicidade argumentou que "juntamente com a referência a Holy Fvck" provavelmente seria visto como ligando a sexualidade ao símbolo sagrado do crucifixo e da crucificação e "provavelmente causaria séria ofensa aos cristãos".

“Concluímos, portanto, que o anúncio violou o Código”, acrescentou a ASA.