Carteiras digitais: o que são, como usar e quais as principais

Online business fintech concept. Online banking and commecial.
Google Pay e Apple Pay não são iguais a PicPay e PayPal; entenda

(Getty Images)

  • Carteiras digitais ajudam na realização de pagamentos de forma digital;

  • Exemplos são Google Pay, Apple Pay e Samsung Pay;

  • As ferramentas armazenam dados dos cartões e tornam o processo de pagamento mais simples.

Certamente você já ouviu falar sobre ‘carteiras digitais’. A alternativa aos métodos tradicionais de pagamento tem ganhado força devido à praticidade oferecida, já que permite a realização de processos com alguns cliques ou até mesmo encostando o celular na maquininha dos estabelecimentos.

Conforme explica Bruna Allemann, educadora financeira da Acordo Certo, empresa de negociação de dívidas, as carteiras digitais são ferramentas que ajudam o consumidor a realizar pagamentos, “concentrando seus dados e retirando a necessidade de ter um meio de pagamento físico [envolvido]. Algumas delas também contemplam suas informações de bancos".

Mas antes de mais nada, é importante destacar que ‘carteira digital’ não é a mesma coisa que ‘meios de pagamento online’ ou ‘conta digital’. Enquanto o primeiro tem a ver com a forma que o consumidor escolhe fazer uma transação – em dinheiro, cartão de débito, crédito ou transferência -, a conta digital oferece a possibilidade de guardar dinheiro. "É uma conta bancária para realizar transações e movimentar seu saldo através da internet por meio de aplicativos ou sites, sem agência", pontua a educadora financeira.

Há uma infinidade de carteiras digitais disponíveis no mercado, mas por aqui vamos falar sobre o funcionamento de três: Google Pay, carteira para usuários de Android, Apple Pay, para usuários de iPhone, e Samsung Pay, disponível para os celulares da marca.

Google e Apple Pay são iguais ao PicPay e PayPal?

Se você tem essa dúvida, saiba que a resposta é não! Isso porque esses aplicativos funcionam como uma multiplataforma, oferecendo diversas outras funções.

Como destaca Bruna, o PicPay e PayPal atuam como “meios de pagamento, por receber dinheiro, como carteira virtual, por armazenar seus cartões, e como conta digital, por guardar dinheiro e utilizar seu saldo como uma conta corrente bancária”.

Google Pay, Apple Pay e Samsung Pay

As três carteiras funcionam de forma bastante similar, sendo necessário apenas cadastrar o cartão de débito ou crédito nas plataformas para fazer compras em aplicativos e sites.

Além disso, também permitem a realização de pagamentos por meio de tecnologia NFC, Near Field Communication, Comunicação por Campo de Proximidade, em português. Ou seja: o usuário só precisa encostar o celular na máquina do cartão ou na tela disponibilizada pelo estabelecimento para que o processo seja concluído. Simples, não?

Veja abaixo os detalhes de cada uma:

  • Apple Pay

Disponível em cerca de 70 países, a carteira digital da Apple já vem instalada nos aparelhos, o que tira a necessidade de baixar um aplicativo separado. Ela está disponível para iPhones (a partir do iPhone 6), iPad (a partir da 5ª geração), em todos os modelos de Apple Watch e nos MacBook com Touch ID.

Para pagar com o iPhone usando o NFC, é necessário seguir estes passos:

  1. Para usar o cartão padrão:

  • Se o iPhone tiver Face ID, clique duas vezes no botão lateral. Se solicitado, autentique com o Face ID ou insira o código para abrir o app Carteira da Apple.

  • Se o iPhone tiver Touch ID, clique duas vezes no botão Início.

2. Para usar outro cartão, toque no cartão padrão para ver os outros. Toque em um novo cartão e faça a autenticação.

3. Mantenha a parte superior do iPhone perto do leitor por proximidade até serem exibidos o OK e uma marca de verificação na tela.

Já para pagar online ou dentro de apps, o usuário deve usar o navegador Safari e observar se os sites são compatíveis com o pagamento online via Apple. Vale apenas lembrar que não dá para usar outro navegador, mesmo se o site for compatível. Para saber em quais páginas ou estabelecimentos o Apple Pay é aceito, basta procurar por seu símbolo – a famosa maçã mordida (logotipo da empresa) ao lado da palavra ‘Pay’.

Uma funcionalidade interessante é a possibilidade de adicionar o Apple Pay como pagamento de plataformas de delivery, como iFood. Dessa forma, não é necessário incluir o cartão de crédito em cada um dos aplicativos, o que aumenta a segurança dos dados.

O Apple Pay aceita cartões dos seguintes bancos e bandeiras: Banco do Brasil, Banco Original, Bradesco, Btg+, Digio, Elo, Itaú, Mastercard, Next, Nubank, Porto Seguro, Sodexo, Visa e Xp Investimentos.

Saiba mais em https://www.apple.com/br/apple-pay/.

  • Google Pay

Diferentemente da versão da Apple, a carteira digital do Google tem que ser baixada no celular. Além de cartões de crédito e débito, também aceita Gift Cards, cartões de presente físicos que dão um crédito adicional ao usuário e são vinculados ao Google.

A plataforma ainda libera o acúmulo de recompensas, reembolsos e proteções oferecidas pelo banco ou PayPal, e aceita programas de fidelidade, como Walgreens Balance Rewards e MyPanera.

Para usar a carteira, basta:

  1. Fazer o download do app no Google Play, na App Store ou visitar pay.google.com;

  2. Fazer login na sua Conta do Google e adicionar uma forma de pagamento;

  3. Se quiser usar o Google Pay em lojas, é só usar a tecnologia NFC do celular.

Da mesma forma que o Apple Pay, basta procurar pelo símbolo do Google Pay – um ‘G’ ao lado da palavra Pay – para saber quais estabelecimentos, sites e apps aceitam a carteira. Ela está disponível para aparelhos que rodam a partir da versão KitKat 4.4 do Android.

O Google Pay aceita cartões dos seguintes bancos e bandeiras: Acesso Bank, Banco do Brasil, Banestes, Banrisul, Bradesco, Brasil Pré-Pago, Btg+, Caixa, Credicard, Digio, Inter, Itaú, Neon, Next, Nubank, Porto Seguro e Xp Investimentos.

Saiba mais em: https://pay.google.com/intl/pt_br/about/

  • Samsung Pay

A carteira digital da empresa é exclusiva para seus aparelhos e pode ser baixada pela Play Store. Podem usá-la os clientes com smartphones a partir do Galaxy Note 5, de 2015, e com modelos de relógios inteligentes. A lista completa de celulares que suportam o serviço é encontrada aqui.

Para aparelhos mais antigos, a Samsung oferece o Pay Mini, que realiza o pagamento somente por leitura de QR Code. Não é a mesma coisa que o aplicativo principal, mas ajuda a democratizar o processo digital entre os clientes da marca.

Quem desejar usar o Samsung Pay por NFC, por meio do celular, basta:

  1. Deslizar a tela do celular de baixo para cima, partindo do botão inicial;

  2. Autorizar as transações com um dos métodos de verificação cadastrados a cada compra;

  3. Aproximar a parte detrás do telefone do leitor de cartões ou NFC.

Diferentemente do Google Pay e Apple Pay, o Samsung Pay também pode ser usado como uma verdadeira conta digital, em que é possível fazer transferências, enviar boletos, realizar depósitos e muito mais.

Sem contar que inclui um programa de recompensas: o Samsung Pay Rewards. Nele, a pessoa ganha pontos a cada compra realizada, podendo trocá-los por prêmios e descontos.

O Samsung Pay aceita cartões dos seguintes bancos e bandeiras: Itaú, Santander, Bradesco, Banco do Brasil, Caixa, Nubank, C6Bank, XP Investimentos, Banco Original, Inter, Btg Pactual, Neon, Next, Safra, Credicard, Sicredi, Porto Seguro, Uniprime, Trigg, BRB, Bancoob, Banestes, Banrisul, BPP, Carrefour.

Saiba mais em: https://www.samsung.com.br/samsungpay/

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos