Casa Branca vai incentivar contratos com pequenas empresas

·2 min de leitura
People walk past a business that is closing following the outbreak of the coronavirus disease (COVID-19) in the Manhattan borough of New York City, New York, U.S., August 17, 2020. REUTERS/Carlo Allegri
EUA tem planos para direcionar pelo menos 11% de seus contratos para pequenas empresas, que foram prejudicadas pela pandemia de Covid-19. REUTERS/Carlo Allegri
  • EUA tem planos para direcionar pelo menos 11% de seus contratos para pequenas empresas;

  • Governo Federal norte-americano pretende "nivelar o campo de jogo" para pequenas empresas;

  • Governo dos eua o maior comprador de bens e serviços do mundo;

A Casa Branca divulgou na quinta-feira planos para pedir às agências federais que direcionem pelo menos 11% dos dólares dos contratos gastos para pequenas empresas no ano que vem, ante uma média de 9,8% nos últimos cinco anos, de acordo com a agência Reuters. O pequeno aumento, que iria muito além dos 5% exigidos por lei, é parte de uma tentativa de aproveitar o forte poder de compra do governo federal para aumentar o patrimônio líquido, e favorecer empresas prejudicadas pela pandemia de Covid-19, de acordo com a Casa Branca.

Leia também

"O presidente Biden está empenhado em alavancar todas as ferramentas disponíveis para ele e ajudar a nivelar o campo de jogo para empresas pequenas e carentes, como uma forma de reduzir a diferença de riqueza racial", disse um alto funcionário do governo a repórteres em uma vídeoconferência antes do anúncio oficial, segundo a agência.

Governo americano é o maior comprador de bens e serviços

Funcionários do governo dos Estados Unidos dizem que o governo federal do país é o maior comprador de bens e serviços do mundo, com gastos que chegam a US$ 600 bilhões por ano. “O governo federal pode ser um poderoso impulsionador da equidade e da construção de riqueza em comunidades carentes”, acrescentaram fontes ouvidas pela Reuters, observando que a meta geral era atingir 15% de compras feitas em pequenas empresas até 2025.

As pequenas empresas desfavorecidas são uma categoria sob a lei federal para a qual empresas pertencentes a negros, latinos e outras minorias "presume-se que se qualifiquem", segundo comunicado divulgado pela Casa Branca. A mudança ocorre depois que um relatório recente descobriu que o número de novos participantes de pequenas empresas nas compras federais diminuiu 60% na última década, de acordo com dados apurados pela Casa Branca e divulgado pela agência Reuters.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos