Casa Branca reitera confiança nas instituições democráticas do Brasil e em Lula

Porta-voz de Segurança Nacional da Casa Branca, John Kirby

(Reuters) - Os Estados Unidos confiam nas instituições democráticas do Brasil e na maneira como o presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem enfrentado a atual situação, disse nesta sexta-feira o porta-voz de Segurança Nacional da Casa Branca, John Kirby.

"O presidente (Joe Biden) disse na época daqueles protestos violentos que temos confiança nas instituições democráticas do Brasil. E certamente temos confiança na maneira como o presidente (Lula) tem se comportado durante todo esse tempo", disse Kirby, em briefing à imprensa, ao ser questionado se os riscos ainda permanecem altos no Brasil e se a democracia ainda está em perigo.

"E, novamente, esperamos recebê-lo aqui na Casa Branca e ter mais e mais discussões aprofundadas sobre como melhorar e aprofundar as relações entre os Estados Unidos e o Brasil", acrescentou.

Pouco antes, Kirby havia confirmado que a Casa Branca espera uma visita de Lula no início de fevereiro, após o próprio presidente ter dito que viajaria aos EUA no dia 10 do próximo mês.

No próprio dia dos ataques de bolsonaristas radicais às sedes dos Três Poderes, em 8 de janeiro, o presidente norte-americano, Joe Biden, tuitou que "as institucionais democráticas brasileiras têm nosso total apoio e a vontade do povo brasileiro não pode ser minimizada", ressaltando também o desejo de continuar trabalhando com Lula. No dia seguinte, os dois falaram pelo telefone.

Questionado se o governo norte-americano ofereceu algum tipo de assistência em cooperação com as agências policiais ou de inteligência dos EUA em relação às investigações em andamento no Brasil, Kirby disse que "deixamos claro na época que ficaríamos felizes em apoiar da maneira que pudermos".

"Mas eu deixaria para as autoridades brasileiras falarem sobre sua investigação."

(Redação São Paulo)