Casa Branca tem dois novos infectados com a covid-19, segundo a imprensa

·1 minuto de leitura
Homem sai da Casa Branca em Washington, DC, em 7 de novembro de 2020
Homem sai da Casa Branca em Washington, DC, em 7 de novembro de 2020

Duas pessoas próximas ao presidente Donald Trump, que passaram a noite da eleição na Casa Branca, testaram positivo para coronavírus, informou a imprensa dos Estados Unidos nesta segunda-feira (9).

O secretário de Habitação e Desenvolvimento Urbano, Ben Carson, contraiu covid-19, confirmou seu vice-chefe de gabinete, Coalter Baker, na rádio NPR. 

"Ele está bem e se sente sortudo por ter acesso a tratamentos que ajudam muito a acelerar sua cura", acrescentou. 

Carson, de 69 anos, foi brevemente atendido no Hospital Militar Walter Reed, nas proximidades de Washington, informou a ABC TV. 

Na noite da última terça-feira (3), ele estava na Casa Branca após os resultados das eleições.

Outro assessor do presidente, David Bossie, também presente naquela noite, testou positivo no domingo e está confinado em sua casa, segundo a NBC News. 

No fim de semana, Bossie, de 55 anos, liderou a equipe encarregada de apresentar recursos judiciais contra os resultados em alguns estados que os republicanos consideram fraudulentos. 

Na sexta-feira, a mídia noticiou que o chefe de gabinete de Trump, Mark Meadows, havia contraído covid-19 após as eleições. Não se sabe quando o teste foi feito. 

Meadows estava entre as 150 pessoas que testemunharam o discurso de Trump na Casa Branca na manhã de quarta-feira após a eleição. 

Vários altos funcionários da Casa Branca, como o presidente e a primeira-dama, contraíram o coronavírus nas últimas semanas.

cyj/cjc/gm/gma/jc/mvv