Casa Branca trabalha para acelerar produção de vacina da J&J contra Covid-19

Dania Nadeem e Rebecca Spalding e Julie Steenhuysen
·1 minuto de leitura
Vacinação contra Covid-19

Por Dania Nadeem e Rebecca Spalding e Julie Steenhuysen

(Reuters) - O governo Biden está avaliando todas as opções para aumentar a fabricação da vacina contra Covid-19 da Johnson & Johnson, que está sob revisão regulatória, e disse na sexta-feira que os níveis atualmente previstos de doses iniciais são menores do que o esperado.

A Casa Branca invocou a Lei de Produção de Defesa para ajudar a Pfizer a elevar a produção da vacina contra Covid-19 e afirma que "todas as opções" estavam sendo consideradas para produzir mais vacina da Johnson & Johnson, caso seja autorizada.

Também usará poderes do período de guerra para ampliar os testes em casa de Covid-19 e fazer mais luvas cirúrgicas nos Estados Unidos, disseram autoridades em uma entrevista coletiva na sexta-feira.

"Como é o caso com outras vacinas, concluímos que o nível de fabricação não nos permite ter tanta vacina quanto achamos que precisamos", disse Andy Slavitt, conselheiro sênior da equipe de resposta à Covid-19 da Casa Branca, referindo-se à vacina da J&J.

A J&J solicitou na quinta-feira autorização de uso emergencial nos EUA. Ela espera ter algumas doses prontas para distribuição assim que for autorizada, mas não informou quantas.