Casa Branca vai mobilizar mil profissionais de saúde militares para hospitais dos EUA

·1 min de leitura
Deanne Criswell, da Agência Federal de gerenciamento de emergência

Por Susan Heavey

WASHINGTON (Reuters) - Mais mil profissionais de saúde militares foram destacados para seis Estados norte-americanos para ajudar hospitais sobrecarregados por surtos de casos de Covid-19 relacionados à variante Ômicron, anunciou a Casa Branca na quinta-feira.

As equipes de 7 a 25 médicos militares, enfermeiros e outros profissionais irão começar a chegar em Michigan, Nova Jersey, Novo México, Nova York, Ohio e Rhode Island na próxima semana para apoiar os atendimentos emergenciais e permitir que os funcionários de hospitais possam continuar com outros atendimentos, afirmou uma autoridade da Casa Branca.

"O pedido número um continua sendo o de profissionais", disse a administradora da Agência Federal de gerenciamento de emergências, Deanne Criswell à CNN, acrescentando que outros Estados provavelmente vão precisar de reforços de médicos e enfermeiras militares ou federais para ajudar na Covid-19 e em outros assuntos, enquanto a onda de Ômicron toma o país.

O governo Biden destacou equipes federais desde julho para lutar contra a variante Delta da Covid-19. Em dezembro, Biden direcionou outros mil profissionais médicos para a cidade Austin, e enviou mais de 100 profissionais médicos federais para o Arizona, Indiana, Michigan, New Hampshire, Vermont e Wisconsin.

As hospitalizações de Covid-19 atingiram uma alta recorde nesta semana após aumentos desde o final de dezembro, de acordo com uma contagem da Reuters, conforme a Ômicron superou a Delta como a variante dominante.

Havia 133.871 pessoas hospitalizadas com a Covid nos Estados Unidos em média durante a última semana, segundo a contagem.

(Reportagem de Susan Heavey)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos