Casa Cor é prorrogada mais uma vez, e tour virtual poderá ser feito até o ano que vem

·3 minuto de leitura

RIO — A Casa Cor, que pela primeira vez é híbrida, tem novidades: a mostra presencial, em cartaz no Jardim Botânico, no Casarão Brando Barbosa, foi prorrogada outra vez, até 6 de junho. E o tour virtual, que mostra em 3D os 38 ambientes criados para esta 30ª edição, ficará disponível até a realização da próxima mostra, em 2022, no site casacorrj.byinti.com. Os ingressos vão de R$ 35 (meia-entrada) a R$ 80.

Devido à pandemia, as visitas presenciais devem ser pré-agendadas no momento da compra do ingresso, já que há limite de pessoas por ambiente. Para quem quer planeja ir até a mostra, vale dizer que janelões e portas permitem uma ventilação cruzada que areja todos os ambientes.

A Casa Cor 2021 tem a participação de 57 arquitetos, paisagistas e designers de interiores. Anna Malta, em parceria com Andrea Duarte, foi responsável pelo ambiente Cozinha dos Amigos. As profissionais misturaram recursos tecnológicos do século XXI com elementos arquitetônicos da casa onde está a mostra, como os azulejos portugueses e o piso original. O ambiente tem 75 metros quadrados

— A cozinha tem o tamanho de um apartamento normal de hoje em dia. Então, buscamos integrar os ambientes para que o espaço seja menos compartimento e mais compartilhado. Com um ano e meio de pandemia, aprendemos que ficar isolados não é bom. Bom é ter um espaço para compartilhar, cozinhar e poder contar com a presença da família e dos amigos – diz Anna.

Jéssica Sarrià e Murad Mohamad criaram a Joalheria, que busca um clima intimista a partir de uma paleta de cores relaxante. Joias, peças de cerâmica, flores e objetos de casa aparecem em pequenos nichos de exibição recortados em estantes.

Já o arquiteto Mario Santos desenvolveu a Sala de Arte Contemplação, um ambiente para desacelerar, com decoração leve e confortável e curadoria de arte de Heloisa Amaral Peixoto.

— Meu ambiente é um embrião do que vai ser a casa futuramente, um museu em prol da arte. Reuní artes contemporânea, brasileira e popular em uma forma de morar mais tranquila. Há um conforto visual no ambiente. Estamos estressados e passamos mais tempo dentro de casa; é uma tendência mundial a valorização da moradia e do bem-estar – explica.

Rodrigo Jorge buscou homenagear os antigos proprietários da casa e o amor deles pela arte, usando obras de Picasso, Portinari e Franz Krajcberg no Hall de Entrada.

— Aproveitamos a arquitetura da casa e sua história. A ideia era criar um ambiente impactante, de forma que os visitantes se recordassem do espaço. Usamos no ambiente uma textura escura, porque o piso original é branco, de mármore de carrara italiano, e uma cor dourada envelhecida no teto – explica o profissional.

O Jardim da Fachada foi desenvolvido pelo paisagista Sandro Ward. A área externa tem plantas nativas da Mata Atlântica, uma aloe vera trazida da África do Sul e uma yucca azul do México. O mobiliário, com fibra sintética e tecido náutico, foi criado por Mário Santos.

Tatiana Lopes e Tathiana Mendes são as responsáveis pela Sala Íntima do Hóspede, ambiente de 20 metros quadrados que é também saleta de estar, home office e home fitness, com muitas cores e a descontração.

A mostra presencial pode ser visitada de terça a sexta, das 12h às 21h; e sábado e domingo, das 10h às 21h. O Casarão Brando Barbosa fica na Rua Lopes Quintas, 497.

SIGA O GLOBO-BAIRROS NO TWITTER (OGlobo_Bairros)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos