Casa e BMW de Maradona sobram em leilão internacional

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Diego Maradona
    Diego Maradona
    Futebolista argentino
Maradona
Evento contou com mais de 90 bens

(Ivan Romano/Getty Images)

  • Casa e carro de Maradona sobraram em leilão

  • Evento foi encerrado no dia 31 de dezembro

  • Um dos itens mais caros a ser vendido foi uma das BMW, arrematada por R$ 938 mil

O leilão com os itens de Diego Maradona, astro argentino do futebol que faleceu em 2020, chegou ao fim com a maioria dos lotes vendidos, exceto uma casa e uma das duas BMW oferecidas.

Leia também:

As informações foram divulgadas pelo organizador do evento, Adrián Mercado. O leilão internacional foi realizado de forma online e contou com cerca de 90 bens no dia 19 de dezembro do ano passado. No entanto, como vários lotes ficaram vagos, o prazo para apresentação de licitantes foi estendido até 31 de dezembro.

Agora, as ofertas devem ser aprovadas pela juíza Luciana Tedesco, o que deve ser feito “nos próximos dias”, segundo Mercado.

Arremates

Entre os bens mais caros de Maradona que foram vendidos, estava uma BMW de 2016, cuja base foi de US$ 165 mil (R$ 938 mil). De acordo com as estimativas da AFP, que acompanhou o leilão online, só no dia 19 de dezembro as vendas somaram US$ 26 mil (R$ 147 mil).

A casa que não foi arrematada localiza-se no bairro de Villa Devoto e foi um presente do jogador a seus pais, que moraram lá ao longo de 30 anos. A propriedade tem 700 m² cobertos e 500 m² de parque e foi a leilão por US$ 900 mil (R$ 5,1 milhões).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos