Casa de vidro do 'BBB 23' vira point entre turistas no Rio

Entre Cristo Redentor, Pão de Açúcar e as praias, a lista do "tem que ir" dos turistas no Rio de Janeiro ganhou um novo item: a casa de vidro do "Big Brother Brasil 23". Instalada no Via Parque Shopping, na Barra, na Zona Oeste da cidade, são vários os curiosos vindos de outro estado.

— Eu sou de Taubaté. Estava aqui no Rio há uma semana, fiquei sabendo da casa de vidro e vim. Já interagi bastante com os participantes. Perguntei signo, idade... Temos que aproveitar agora que eles estão interagindo, porque lá na casa dá para esquecer que existe o público — diz Josué Lobato, de 30 anos: — Estou torcendo pelo Manoel e pela Paula.

Também na grade, mãe e filha fizeram da dinâmica do reality show um programa familiar.

— Nós somos de Curitiba. Já conhecíamos o Rio, vamos ficar até a próxima sexta-feira e decidimos ver a casa de vidro também. Aproveitamos para aconselhar os participantes. Eles precisam ser eles mesmos — diz Everly Stech, que deu espaço para a filha eleger a preferida:

— Eu gostei da Giovanna. Acho que ela vai causar e no bom sentido. Parece agitada, simpática e carismática — complementou Eduarda Batista, de 17 anos.

Vinda de Fortaleza, Roberta Paula, de 54 anos, participou das seletivas do programa este ano. Não foi chamada, mas aproveitou para sentir o clima.

— Já me inscrevo no programa há quatro anos. Fiz duas etapas este ano e não deu. Já estava turistando no Rio, soube da casa de vidro e corri para cá. Fui uma das primeiras a chegar. Eu sou fã do "BBB" — afirmou ela na terça-feira, dia 10, quando estreou a dinâmica no shopping.

Quem sabe ela não chama atenção para a próxima edição? No mesmo espírito veio o mineiro Thiago Mello, de 24 anos. Teve até plaquinha para chamar atenção do Big Boss...

— Eu vim de Belo Horizonte. Espero não voltar pra casa logo, para sair daqui (do shopping) direto para casa! — disse ele, na torcida.

Vestido como Dona Herminia, personagem eternizado por Paulo Gustavo, o mineiro até incorporou a personagem:

— Vim fazer uma faxina, me chama pra dentro da casa de vidro. Olha esse vidro como está sujo, Boninho!