Casado x solteiro: dormir acompanhado melhora sono, diz estudo; sozinho tem mais insônia

Um estudo da Universidade do Arizona, nos Estados Unidos, avaliou a relação entre a qualidade do sono e a companhia na cama. Para isso, mil adultos participaram da pesquisa e foi constatado que dormir ao lado do cônjuge proporciona uma qualidade de sono maior. Também foram avaliadas pessoas que dormiam com filhos, sozinhos ou com outros parentes e, nesses casos, os problemas com o sono eram maiores.

Casais que usam maconha: Estudo revela que usuários tendem a mal interpretar resolução de brigas em relacionamento amoroso

Sem pontífice: Papa Francisco não vai celebrar missa de Corpus Christi por causa de dor no joelho

Neste dia de Santo Antônio, o santo casamenteiro, os casais têm uma boa notícia: dormir ao lado do companheiro pode proporcionar uma noite de sono melhor.

Publicado na revista Sleep, o estudo da Universidade do Arizona faz parte do programa Atividade de Sono e Saúde, Dieta, Ambiente e Socialização (SHADES, na sigla em inglês) e avaliou o sono de 1.007 adultos em idade ativa no estado da Pensilvânia.

Tolerância zero: Pequim faz testagem em massa após surto de Covid-19 ligado a bar

Resultados

Para aqueles que dividiram a cama com um companheiro "na maioria das noites", os relatos de insônia foram menores, além de terem menos fadiga e menor risco de apneia do sono, distúrbio que afeta a respiração. Passar a noite na companhia do cônjuge também proporcionou menores índices de depressão, ansiedade e estresse; associado a um maior apoio social, satisfação com a vida e relacionamentos.

Por outro lado, quem dormiu sozinho em suas camas teve maior risco de apneia, mais sonolência e "maior gravidade da insônia". Dormir sem companhia também foi associado a maiores chances de depressão, menor suporte social e menos satisfação com a vida e relacionamentos.

Google: Empresa vai pagar US$ 118 milhões para encerrar processo por discriminação de gênero

Mas o compartilhamento de cama com outros parentes também foi avaliado. No caso de dormir com os filhos, além de mais insônia, os relatos são de menor controle sobre o sono e maior risco de apneia. Dormir com crianças, ainda, foi associado a mais estresse.

O risco de apneia também foi maior para quem dormiu com outros familiares.

"Dormir com um parceiro/cônjuge está associado à melhor qualidade do sono e da saúde mental, em geral. Dormir com uma criança, por outro lado, associou-se a pior sono, em geral", concluiu o estudo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos