Casados são os que mais comprarão vibradores para o Dia dos Namorados

Os casais buscam por produtos que tornem a vida sexual mais interessante e divertida (Getty Image)
Os casais buscam por produtos que tornem a vida sexual mais interessante e divertida (Getty Image)
  • Levantamento estima que 27,8% dos casais apostam em produtos eróticos

  • Dia dos namorados é considerado o "Natal" do setor erótico

  • Durante a pandemia foram vendidos mais de 1 milhão de vibradores no país

Se engana quem pensa que os solteiros são os que mais gastam com brinquedinhos sexuais. A pesquisa "Perfil do Mercado Erótico durante a Quarentena” mostrou que os casados foram os que mais compraram produtos eróticos nos últimos anos. Ao todo, 27,8% dos que estiveram em um matrimônio compraram algo para apimentar a relação.

Mais de 51% dos consumidores são jovens de 25 a 34 anos. "Se adicionarmos também os 37,1% da faixa etária de 35 a 44 anos essa porcentagem sobe para 85% no total. Pela primeira vez mapeamos as compras dos casais. Eles estão escolhendo e decidindo juntos”, comenta Paula Aguiar, ex-presidente da ABEME e autora do levantamento.

Cosméticos, acessórios, vibradores e o dildos são alguns dos itens mais buscados pelos consumidores. O "sugador de clitoris", dispositivo que estimula a região sem toque direto, se tornou um dos objetos de desejo do público brasileiro. A venda do produto aumentou 35% no período de isolamento social.

A Associação Brasileira das Empresas do Mercado Erótico e Sensual (Abeme) aponta que mais de 1 milhão de vibradores foram comercializados durante a pandemia e o faturamento ano passado foi de 2 bilhões. São Paulo é o estado que lidera em vendas.

Para o Dia dos Namorados, a expectativa é que os casais apaixonados movimentem ainda mais o setor. A data é considerada o “Natal” em faturamento para os sex shops.

Um levantamento realizado pelo portal Mercado Erótico diz que 6% dos proprietários de lojas voltadas para o prazer cresceram durante a pandemia. Apenas entre 2019 e 2020 o setor cresceu 10%. Entre os que estão vivendo um amor, 47,4% dos clientes disseram que queriam mais novidades no relacionamento.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos