Casais abrem mão da camisinha e arriscam a saúde

·Jornalista, idealizadora do site Pimentaria
·4 minuto de leitura

Embora a camisinha seja fundamental para se proteger de infecções sexualmente transmissíveis, muitos casais abrem mão dela quando a relação fica sólida.

E aí você se empolgou, deixou-se levar pelo calor do momento e quando percebeu, não havia se protegido. Quando você diz para si mesmo, transei sem camisinha, a pergunta que vem a seguir é: o que eu faço agora?

Leia também:

Primeiro de tudo, calma, não é o fim do mundo. Se você acabou esquecendo de usar camisinha e está preocupado com as consequências, saiba que há o que fazer para se prevenir contra uma possível gravidez indesejável ou se contaminar com alguma IST (Infecção Sexualmente Transmissível). Assim que possível, busque uma unidade de saúde para obter o PEP, a Profilaxia Pós-Exposição ao HIV em até 72 horas após a relação sexual. O medicamento está disponível de forma gratuita em toda a rede pública de saúde e registra um bom índice de 98% de eficácia.

A partir daí, é preciso fazer o uso contínuo da medicação antirretroviral por um período de 28 dias para que a sobrevivência e multiplicação do vírus no organismo não ocorram. Assim como outros medicamentos, efeitos colaterais podem acontecer como diarreia, enjoo e dor de cabeça, para citar os mais comuns.

Caso as 72 horas já tenham passado, é recomendado que você realize o teste de HIV, também disponível de forma gratuita na rede pública de saúde. Se o teste der positivo, é possível procurar o Centro de Testagem e Aconselhamento para HIV Henfil, por exemplo, para iniciar o tratamento.

Gravidez indesejada

Para o caso de gravidez indesejável, a conhecida pílula do dia seguinte é o medicamento a ser tomado em até 72 horas depois da relação sexual desprotegida. O medicamento pode ser encontrado tanto de forma gratuita na rede pública como para venda em farmácias. Diferente do PEP, a pílula possui apenas 70% de eficácia, com o perigo deste número diminuir ainda mais com o uso frequente do mesmo. Mas o que fazer?

1) Não entre em pânico

Ok, você está pirando e isso é totalmente compreensível. No entanto, se entregar ao pânico não vai ajudar nesta situação. Simplesmente não vai mudar o que aconteceu, e nem consertar futuros problemas que você possa ter. Se você está preocupada com uma gravidez em potencial, o estresse pode fazer a sua menstruação atrasar, o que pode aumentar a sensação de mal estar. Tente relaxar o máximo possível.

2) Avalie a situação

Logo depois que acontecer, tente compreender o que exatamente aconteceu. Ele gozou dentro de você sem camisinha? O preservativo estourou ou caiu? O parceiro finalizou próximo à vagina e não lá dentro? Você conhece parte do histórico sexual dele? Pense em todas essas coisas. Se ele ejaculou dentro de você sem proteção, você tem um problema bem maior em mãos do que se foi no seu estômago.

3)Lave a área

Obviamente isso não vai ajudar muito, principalmente se ele gozou dentro de você – encharcar a vagina de água não vai reverter as coisas. Mas se ele finalizou em outra parte do seu corpo, tomar um bom banho pra mandar tudo aquilo pro ralo vai te fazer sentir melhor psicologicamente.

4)Tenha uma conversa honesta sobre DSTs

Se vocês ainda não tiveram tempo de conversar sobre doenças sexualmente transmissíveis, chegou a hora. Pergunte se ele já fez exames, quando os fez e se ele é portador de alguma delas (ou se ACHA que tem algo). Tenha consciência de que mesmo que você peça pra ele ser honesto, ainda assim o cara pode mentir um pouco, ainda mais se você aparentar desespero.

5) Pílula do dia seguinte

Se ambos concordam claramente que a chance de você não engravidar depois de terem seguido em frente, mesmo sem proteção, é remota, talvez seja melhor apelar para o plano B. Embora não proporcione qualquer proteção quanto a doenças, a pílula do dia seguinte é a única coisa que pode reverter a situação. E sinta-se à vontade pra fazê-lo pagar o medicamento, caso não tenha grana no momento, afinal de contas, vocês fizeram isso juntos.

6) Considere fazer um exame

Se houver a menor possibilidade de ele ter alguma DST, vá ao médico e faça um exame. Tudo bem, talvez você vá até lá à toa (torça pra que seja o caso!). Mas de qualquer maneira, fazer exames regularmente vai te proporcionar paz de interior sem igual.

7) Prepare-se para a próxima vez

Não deixe isso acontecer novo! Comece a estocar camisinhas no armário da sua casa e sempre tenha uma na bolsa. Talvez seja bom considerar algum tipo de contraceptivo, como a pílula ou o DIU, assim você pelo menos tem a segurança de que provavelmente não vai engravidar caso as coisas saiam do controle novamente. Conclusão: tome todas as precauções necessárias para que isso não se repita!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos