Casal é preso acusado de agredir violentamente o filho de dois meses

O Globo
·1 minuto de leitura

RIO — Na última sexta-feira, 2/04, um casal foi preso em flagrante acusado de torturar o filho de dois meses de idade. A prisão foi realizada por policiais civis da 134ª DP (Campos dos Goytacazes).

Durante o depoimento na delegacia, o pai da criança confessou ter perdido a cabeça e espancado o filho, após se irritar com o choro da criança. No entanto, antes do casal ser separado para prestar depoimento, eles apresentaram uma versão fantasiosa sobre o crime, dizendo terem sido sequestrados por homens não identificados e colocados em um veículo onde a criança teria sido agredida. A mãe se comportou de maneira inerte sustentado a versão inverossímil.

Inicialmente, o casal foi conduzido à delegacia de São Fidélis, após a equipe médica do Hospital Armando Vidal ter constatado lesões corporais vísiveis e recentes na vítima. As informações preliminares do atendimento médico constataram lesões como afundamento de crânio, fratura de costelas e mordidas pelo corpo, inclusive em estágios diversos de evolução, o que tende a caracterizar a denominada Sídrome de Silverman - ou da criança espancada.O pai foi autuado pelos crimes de tortura e lesão corporal, e a mãe por tortura por omissão, podendo ter a situação jurídica agravada em caso de falecimento da criança. Ambos foram encaminhados para a audiência de custódia.