Casal é preso ao tentar alugar apartamento de luxo por R$ 26 mil em Ipanema com documentos falsos

Policiais da 14ª DP (Leblon) prenderam em flagrante um casal que tentava alugar um apartamento por R$ 26 mil com documentos falsos na Avenida Vieira Souto, na orla de Ipanema, na Zona Sul do Rio. De acordo com as investigações, Mariana Imbroso Pereira e Luan Raphael Pereira de Oliveira escolhiam imóveis de luxo, furtavam móveis e equipamentos eletrônicos e os revendiam em classificados virtuais. Eles foram autuados pelos crimes de estelionato, furto, uso de documentos falsos, além de associação criminosa.

Fraudes on-line: Golpes virtuais respondem por um terço dos casos de estelionato no Rio

Novos crimes sob suspeita: Madrasta presa que teria envenenado enteados também pode ter cometido outros dois assassinatos, de namorado e vizinho

Investigações sobre motorista de aplicativo: Sogra tem prisão decretada por matar genro carbonizado em porta-malas na Baixada Fluminense

Uso de equipamento por militares: Bope e Batalhão de Choque serão os últimos a utilizar câmeras em uniforme

Na tarde de ontem, policiais foram chamados por uma corretora de imóveis que desconfiou da documentação apresentada pelos locatários. Eles estavam no imóvel há cerca de duas semanas e, há alguns dias, foram flagrados deixando o apartamento com todas as televisões. Indagados, alegaram que estavam levando os equipamentos para serem convertidos em aparelhos smart.

O apartamento alugado por Mariana e Luan tem 232 metros quadrados, três suítes, sala com dois ambientes, copa-cozinha planejada, área de serviço, dependências completas, além de vista para a Praia do Arpoador.

De gastronomia estrelada a mimos: Setor do turismo no Rio investe em experiências exclusivas para atrair visitantes endinheirados, principalmente do Brasil

Dificuldades no avanço: Coleta seletiva não chega a 2% em Niterói, cidade pioneira no processo no país

Levados para a 14ª DP, a delegada titular Daniela Terra cruzou informações nos bancos de dados e descobriu que existia um registro de ocorrência feito em São Paulo por uma vítima que teve as informações pessoais utilizadas pela dupla para a confecção de novas identidades.

Durante as diligências, constatou-se ainda que Mariana e Luan, utilizando sistema de dados pagos, conseguem informações de terceiros, montam documentos falsos e utilizam em transações imobiliárias. De posse das chaves dos apartamentos, furtam itens como quadros e frigobar e depois os anunciam em sites de vendas. Com eles, foram apreendidos uma moto clonada e uma réplica de pistola.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos