Casal brasileiro é encontrado morto nos EUA

BRASÍLIA, DF (UOL/FOLHAPRESS) - Uma mulher foi encontrada morta na casa em que morava com o marido, em Massachusetts, nos Estados Unidos.

Autoridades locais trabalham com a hipótese de que Aline de Lima Ferreira de Castro, 38 anos, tenha sido assassinada a facadas pelo marido, Luiz Castro Junior, 44, que teria se enforcado em seguida.

Em nota, o Itamaraty informou que está em contato com familiares e conhecidos do casal no Brasil e nos EUA.

"Continuamos acompanhando o caso e prestando a assistência consular necessária, em conformidade com os tratados internacionais vigentes e com a legislação local", afirmou a pasta.

O casal deixou dois filhos. As crianças, de 7 e 11 anos, teriam assistido ao crime. Uma conhecida do casal, ouvida pelo UOL, afirmou que os menores de idade estão sob cuidados de uma integrante da comunidade brasileira nos EUA.

No Brasil, amigos de Aline tentam levantar fundos para ajudar a financiar o traslado do corpo da vítima para o Brasil.

Em nota, o Departamento de Polícia de Barnstable informou que recebeu um chamado na madrugada da última sexta-feira (2).

"Após investigação, foi determinado que um homicídio e suicídio ocorreram, e a Unidade de Detetives da Polícia do Estado de Massachusetts foi chamada ao local. Este crime foi isolado na residência em Murray Way, e não há perigo para o público enquanto a investigação continua", afirmou.

VOCÊ PRECISA DE AJUDA?

A Central de Atendimento à Mulher - Ligue 180 registra e encaminha denúncias de violência contra a mulher aos órgãos competentes. A ligação é gratuita e o serviço funciona 24 horas por dia, todos os dias da semana. São atendidas todas as pessoas que ligam relatando eventos de violência contra a mulher, em todo o país. O serviço também é acessível em outros países.

Caso você esteja pensando em cometer suicídio, procure ajuda especializada como o CVV e os CAPS (Centros de Atenção Psicossocial) da sua cidade. O CVV (https://www.cvv.org.br/) funciona 24 horas por dia (inclusive aos feriados) pelo telefone 188, e também atende por e-mail, chat e pessoalmente. São mais de 120 postos de atendimento em todo o Brasil.