Casal desaparecido em Angra: veja as perguntas sobre o caso que ainda estão sem resposta

RIO - O desaparecimento do casal Cristiane Nogueira da Silva, de 48 anos, e do ex-companheiro dela, Leonardo Machado de Andrade, de 50, está cercado de mistérios.O casal foi visto pela última vez, na tarde de domingo, dia 22, ao sair em um barco para ver o pôr do sol do mar, na Lagoa Verde, em Ilha Grande. A intenção era voltar logo, mas desde o fim da tarde de domingo os dois não deram mais notícias. São muitas as perguntas sem respostas desse caso, que deixam familiares aflitos e tornam as investigações da polícia um difícil quebra-cabeça.

Os filhos de Cristiane, Guilherme e Pamella Britto montaram um verdadeiro diário virtual, onde vão postando todo tipo de informação que possa ser últil na localização, como fotografias da mãe, inclusive as que mostram as suas diversas tatuagens, como a de uma enorme fênix que ela carrega na perna, e que podem ajudar na identificação dela. É também pelas redes sociais que os irmãos se comunicam com pessoas que podem passar informações que podem ajudar na localização do casal desaparecido.

As buscas pelo casal tiveram início ainda no domingo, quando um funcionário de Leonardo começou a perguntar a conhecidos se tinham alguma informação sobre os dois. O delegado Vilson de Almeida Silva, da 166ª DP (Angra dos Reis) disse que diferentes órgãos participam de uma varredura na região à procura da embarcação. Ele acredita que ao conseguir localizar o barco, possivelmente encontrará o casal ou terá pistas sobre o paradeiro.

— A gente pediu auxílio à Capitania dos Portos, pedimos auxílio à Defesa Civil, Polícia Federal, à Secretaria municipal de Angra, Secretaria da Ilha Grande para poder tentar localizar a embarcação para tentar chegar neles e ver o que aconteceu — conta o delegado. — Está tudo muito vago. A gente não descarta nenhuma linha de investigação. O barco pode ter afundado, tem uma história deles de relacionamento, eles podem estar vivendo um momento de amor em algum lugar. Sem encontrar o barco é difícil definir o que aconteceu. Mas, realmente, a gente não descarta nenhuma possibilidade — disse o delegado.

O delegado disse também não ter confirmado a informação recebida por uma denúncia, dando conta de que o casal havia sido visto, um dia após o desaparecimento, em um restaurante flutuante.

— Uma equipe da nossa delegacia esteve restaurante e conversou com o proprietário. Ele informou que o casal desaparecido não esteve lá. Estamos tentando localizar o barco usado pelo casal para tentar saber o que aconteceu. Não descarto nenhuma hipótese — disse o policial.

Cristiane e Leonardo viveram juntos por dois anos e estavam separados por igual período. Na semana passada combinaram de passar um fim de semana juntos em Angra dos Reis. O casal que estava ensaiando uma reconciliação estava hospedado numa casa alugada por Leonardo na Praia da Longa, na Ilha Grande, onde ele agora reside.

Nesta quarta-feira, bombeiros das unidades de busca de Angra dos Reis, Mambucaia, Sepetiba e Ilha Grande, auxiliados por embarcações e por homens com jets ski vasculharam o mar, mas não encontraram vestígios do casal desaparecido nem da embarcação usada pelas vítimas. As buscas vão prosseguir nesta quinta-feira.

Veja a seguir o que ainda falta responder neste caso:

Onde está a embarcação?
Cristiane e Leonardo foram vistos pela última vez, na tarde de domingo, dia 22, ao sair em um barco para ver o pôr do sol na localidade conhecida como Lagoa Verde. Entretanto, a embarcação que era conduzida pelo próprio Leonardo sumiu misteriosamente, não tendo sido localizada em nenhuma das buscas, incluindo as do Corpo de Bombeiros. Onde estaria o barco?


Por que Cristiane deixou o telefone celular para trás?

Quando esteve na casa em Cristiane esteve por último com Leonardo, o filho da mulher desaparecida recolheu todos os pertences da mãe que encontrou no local. Entre os objetos recolhidos estava o aparelho de telefone celular, deixado para trás. Por que ela não levou o aparelho?

Há alguma imagem de câmera dos últimos locais que onde o casal esteve?

Mesmo que seja uma imagem da véspera do sumiço pode ajudar a polícia a montrar esse quebra-cabeça e ajudar a reconstituir os últimos passos do casal.


O que aconteceu ao casal?

Esse é o maior mistério. Foram atacados no mar ou fora dele? Sofreram um acidente? Decidiram se isolar em algum lugar secreto sem avisar a ninguém? O filho de Cristiane, Guilherme Brito acha que a mãe e o ex-padrasto podem ter sido atacados por piratas do mar. O filho encontrou a casa onde eles foram vistos pela última vez com a geladeira abastecida, dando a entender que o casal tinha a intenção de retornar.

Como desapareceram?

Outro grande mistério. O que aconteceu de verdade com o casal desde que foi visto pela última vez? A viagem de Cristiane até Angra à convite de Leonardo fazia parte de uma tentativa de o casal que estava separado havia dois anos de se reconciliar. As Policiais Civil e Militar, a Capitania dos Portos e o Corpo de Bombeiros estão participando das buscas, que contam, inclusive, com auxílio de helicópteros.

Será que os dois conseguiram chegar à Lagoa Verde?

Esse era o destino do casal para assistir o pôr do sol na tarde de domingo. Será que realmente chegaram lá? A polícia teve a informação de que eles tiveram em um restaurante flutuante, mas essa informação não foi confirmada pelos agentes.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos