Casal é encontrado morto com marcas de tiros no RJ; filho de 12 anos presenciou crime

·1 minuto de leitura
De acordo com a Polícia Civil, a suspeita é que o homem matou a mulher e depois cometeu suicídio (Foto: Reprodução/TV Globo)
De acordo com a Polícia Civil, a suspeita é que o homem matou a mulher e depois cometeu suicídio (Foto: Reprodução/TV Globo)
  • Um casal foi encontrado morto com marcas de tiros em um apartamento no Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, na noite desta quinta-feira (24)

  • De acordo com a Polícia Civil, a suspeita é que o homem matou a mulher e depois cometeu suicídio; filho do casal, de 12 anos de idade, testemunhou o crime

  • Segundo os policiais, o porteiro e um morador do prédio já foram ouvidos como testemunhas; familiares do casal também devem prestar depoimento para os investigadores

Um casal foi encontrado morto com marcas de tiros em um apartamento no Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, na noite desta quinta-feira (24). 

De acordo com a Polícia Civil, a suspeita é que o homem, que é policial, matou a mulher e depois cometeu suicídio. O filho do casal, de 12 anos de idade, testemunhou o crime.

Leia também:

O socorro foi acionado pelo próprio filho às 22h12, segundo o Corpo de Bombeiros. No entanto, Ulisses Carlos Pourchet, de 45 anos, e Janaína Pourchet, de 44 anos, já estavam mortos. 

Segundo o G1, os corpos foram levados para o Instituto Médico-Legal (IML), onde passariam por perícia para avaliar as marcas de arma de fogo.

As investigações estão a cargo da Delegacia de Homicídios da Capital, na Barra da Tijuca. A principal hipótese é de feminicídio seguido de suicídio.

Segundo os policiais, o porteiro e um morador do prédio já foram ouvidos como testemunhas. Familiares do casal também devem prestar depoimento para os investigadores.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos