Casal é preso após matar homem e tentar simular acidente de cavalo em MG

Casal foi preso pelo crime - Foto: Divulgação/PCMG
Casal foi preso pelo crime - Foto: Divulgação/PCMG
  • Casal foi preso na própria residência na cidade de Ituiutaba

  • Suspeitos mataram um trabalhador rural e simularam um acidente de cavalo

  • Crime foi planejado após o marido descobrir uma traição da esposa com a vítima

Um casal foi preso na última terça-feira (30), em Ituiutaba, em Minas Gerais, pelo assassinato de um homem na cidade. Os criminosos tentaram simular um acidente de cavalo para explicar a morte da vítima.

De acordo com informações do g1, o assassinato de Raylon Carlos da Silva, um trabalhador rural da região, aconteceu no dia 16 de maio e teria sido motivado por uma traição amorosa.

No último dia 17, policiais foram acionados em uma fazenda na zona rural de Ituiutaba após a vítima de 38 anos ter sido encontrada sem vida por um cunhado. O corpo estava em um pasto, ao lado de um cavalo arriado.

Inicialmente, os agentes acreditaram que a causa da morte havia sido um acidente com o animal. Os indícios eram de que o homem havia caído, ficado com o pé preso no estribo e arrastado, deixando um rastro de sangue no mato.

A perícia, porém, apontou que o ferimento na cabeça de Raylon dificilmente seria causado por um choque contra uma pedra ou contra o solo.

Além disso, chamaram a atenção denúncias contra a vítima, feitas no mesmo dia. A primeira, dava conta de que o rapaz estaria abusando sexualmente de uma criança de 5 anos, enquanto a segunda apontou-o como suspeito de caça e pesca predatória na região.

Após descartar a veracidade de ambas as acusações, a polícia descobriu que Raylon mantinha um caso com a mãe da criança apontada como vítima do homem, e que o marido dela havia descoberto a traição.

Polícia descobre a verdade

O sigilo telefônico do casal foi quebrado, e descobriu-se que partiram do marido as denúncias falsas. As provas foram se acumulando, e a polícia concluiu que o homem e a mulher arquitetaram o assassinato da vítima e simularam o acidente.

A polícia foi à casa do casal e o prendeu. No local, encontrou a machadinha utilizada no assassinato de Raylon. O marido foi levado ao Presídio de Ituiutaba, enquanto a esposa foi para a Penitenciária de Uberlândia.