“Casamento às Cegas Brasil 2” começa com gordofobia e hétero top dos sonhos

Nova temporada do reality show da Netflix estreou na última quarta-feira (28)

Participantes da segunda temporada de
Participantes da segunda temporada de "Casamento às Cegas Brasil" (Foto: divulgação/Netflix)

A Netflix finalmente liberou os primeiros quatro episódios da segunda temporada de “Casamento às Cegas Brasil”, na última quarta-feira (28), e é inacreditável pensar em tudo que já aconteceu. Abaixo, alguns destaques (com spoilers!) para você processar tantas informações ou, se for caso, ir direto para a próxima leva, que chega na semana que vem.

Gordofobia

Uma das poucas participantes gordas do programa, a consultora de imagem Amanda Souza se apaixonou pelo especialista em recursos humanos Paulo Lopes. Ele, por sua vez, se mostrava dividido entre ela e a médica intensivista Bruna Luana. Acontece que Bruna não aguentou a pressão do confinamento, de estar em um reality show, e desistiu — mas não sem antes tentar convencer Paulo a fazer o mesmo. Ele não aceitou, apesar de balançado, e preferiu ficar e pedir Amanda em casamento.

Eis que, ao vê-la, tudo cai por terra e ele se recusa a beijá-la, colocando um ponto final no noivado com a justificativa de que ela era “muito forte e diferente do que ele estava acostumado”: “Eu não daria conta”, confessou. Amanda de fato se mostrou forte, afirmou estar acostumada com esse tipo de situação e avaliou: “Isso diz mais sobre ele do que sobre mim. Sei a mulher que sou e que mereço um amor tão grande como eu”. Detalhe: Paulo e Bruna se reencontraram aqui fora e atualmente moram juntos.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Hétero (realmente) top?

O administrador de produção Alisson Hentges e a advogada Thamara Térez podem não ser um casal que muitos apostariam inicialmente. Mas, para nossa surpresa, ele tem se mostrado diferente dos estereótipos. Hentges a defendeu quando os colegas a chamaram de “golpe” (por ser muito interessante e estar no top 3 de praticamente todos os caras) e demonstrou romantismo em várias situações, como quando, diferentemente de outro participante, disse que não teria como esquecer do rosto dela após o primeiro encontro e quando declarou (antes de conhecê-la) que estava ali para encontrar um amor independentemente da cor da pele, religião e afins.

Alisson e Thamara, de
Alisson e Thamara, de "Casamento às Cegas Brasil" (Foto: divulgação/Netflix)

Desempregado também ama

Tiago Chapola foi outro que ficou indeciso entre duas mulheres. No fim, ele optou pela psicóloga (e filha de donos de fazendas) Vanessa Carvalho. O que chama atenção aqui é que, pelo menos na época em que os episódios foram gravados, Tiago estava desempregado, algo que foi usado pela participante preterida para diminuí-lo em uma conversa com Vanessa. Mais: pela prévia, isso provavelmente terá um impacto negativo na dinâmica entre os noivos “na vida real”. Vamos acompanhar…

Tiago e Vanessa, de
Tiago e Vanessa, de "Casamento às Cegas Brasil" (Foto: divulgação/Netflix)

CASALZÃO

Primeiro par formado, o auxiliar contábil Will Domiêncio e a modelo e empresária Verônica Brito não só são lindíssimos (juntos e individualmente) como tiveram um começo muito fofo. Ele não escondia que queria uma noiva negra e ficou literalmente trêmulo ao ver a beldade que encontrou quando as portas se abriram (sério, Will até se enrolou na hora de trocar alianças). “Ela é careca, mano!”, comemorou. A comunicação entre os dois também flui muito bem e, até o momento, eles são considerados o “par perfeito” da temporada. Será?

Verônica e Will, de
Verônica e Will, de "Casamento às Cegas Brasil" (Foto: divulgação/Netflix)