Casarão tombado desaba e mata três pessoas da mesma família em Salvador

JOÃO PEDRO PITOMBO

SALVADOR, BA (FOLHAPRESS) - Um casarão tombado desabou na noite desta segunda-feira (25) na Soledade, centro antigo de Salvador, matando três pessoas de uma família que morava na casa vizinha.

O aposentado José Próspero Deminco, 73, morreu soterrado, assim como dois de seus filhos: Ana Paula Carreiro Deminco, 37, e Paulo Ricardo Carneiro Deminco, 44.

Outra filha e um neto de Deminco ficaram feridos e foram encaminhados para o Hospital Geral do Estado, em Salvador. Ambos já tiveram alta e passam bem.

Tombado pelo Ipac, órgão estadual de proteção ao patrimônio, o casarão que desabou estava desocupado e já havia sido condenado pela Defesa Civil de Salvador. Os vizinhos afirmam ter ouvido uma explosão antes do imóvel tombar.

Em nota, a Defesa Civil informa que "o imóvel que desabou já tinha sido vistoriado pela Defesa Civil, que havia alertado aos moradores para deixarem o local e determinado ao responsável escoramento ou restauração com urgência". O órgão e os bombeiros ainda investigam as causas do acidente.

O desabamento ocorreu na semana em que deve ser votado na Câmara Municipal de Salvador um projeto de lei que determina que proprietários de casarões históricos recuperem seus imóveis num prazo de até cinco anos sob pena de vê-los desapropriados pela prefeitura.