Casas no litoral do Rio atraem clientes de alto padrão

Costa Verde ou Região dos Lagos? Tanto quem prefere Búzios e arredores quanto os fãs da região de Mangaratiba, Angra dos Reis e Paraty encontram opções de alto padrão para um segundo endereço. São condomínios com vista para o mar, marina, campo de golfe e até pistas de pouso para helicópteros ou jatinhos. Mas a cara da riqueza ganhou um elemento simples, porém, inesperado: os espaços ao ar livre tão disputados nesses tempos de Covid-19.

— A procura por uma casa de praia nunca parou. Porém, com a pandemia, aumentou muito o número de interessados em ter um lugar para viver ou para veraneio com área livre. Esses espaços ficaram muito valorizados — afirma o dono da Teckla Empreendimentos Imobiliários, Marcus Vinicius Matos.

A incorporadora está erguendo em Angra o Porto Caieiras Gold, com seis residências de alto padrão, cada uma com cinco suítes e 450 metros quadrados de área construída, todas de frente para o mar. A empresa já está de olho em outro terreno na região, desta vez, para um residencial com casas menores.

Em Mangaratiba, o Grupo Portobello está lançando o Montibello, um conjunto de nove residências assinadas pelo arquiteto Duda Porto, que estarão disponíveis já no próximo verão. Elas ficam de frente para o canal navegável e contam com cinco suítes, sala de TV, varanda gourmet, adega e piscina, além de deck para iates de até 60 pés. No total, são 440 metros quadrados de área construída.

— Nosso público busca casas em condomínios como segunda residência, um refúgio perto da natureza, entre o céu e o mar da Costa Verde, com toda a baía de Angra e Paraty por perto — observa o gerente-geral do Portobello, Nauro Grehs.

O Montibello fica na Fazenda Portobello, um condomínio de altíssimo padrão com terrenos a partir de 1,5 mil metros quadrados, divididos em três lotes: Sky Houses, que tem opção de hangar privativo; Land Houses, onde se pode adquirir terrenos de até 20 mil metros quadrados; e Sea Houses, com casas em canais navegáveis que contam com garagem de barco e saída direta para a Baía da Ilha Grande. O apelo é tanto que, apesar da proximidade com a capital fluminense, os cariocas não são os únicos potenciais compradores do novo conjunto de residências.

—O fato de o condomínio poder ser acessado por terra, mar e ar também é um diferencial que permite que pessoas de locais mais distantes, como São Paulo, Belo Horizonte e também cidades do Centro-Oeste, consigam chegar — acrescenta Grehs.

Campo de golfe

Tal e qual o Montibello, o Vista Ybirá, em Búzios, também oferece a seus compradores a possibilidade de desembarcar na sonhada casa de férias pelo ar. O residencial do Opportunity FII fica nos arredores do campo de golfe do Aretê, bairro planejado que está mudando a cara da badalada Búzios. São 23 casas, assinadas pelo arquiteto Afonso Kuenerz, em terrenos que variam de mil a 1,7 mil metros quadrados, com vista panorâmica para os lagos do campo de golfe.

—A facilidade e a segurança nos deslocamentos, por terra, água ou ar, fazem parte da comodidade de se estabelecer em um bairro que já nasceu com uma marina e um aeroporto — explica o gestor do Opportunity FII, Jomar Monnerat de Carvalho.

O Aretê está sendo desenvolvido em uma área de cerca de seis milhões de metros quadrados na região da Praia Rasa e da Baía Formosa. Diversos equipamentos já estão em atividade, como o clube com três sedes, o Aeroporto Umberto Modiano, a pista de ciclismo Aretê, a BR Marinas, um hotel e uma escola com capacidade para cerca de 800 alunos da educação infantil ao ensino médio.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos