Caso Bárbara: homem suspeito de envolvimento no assassinato de menina é achado morto

Bárbara foi encontrada morta em MG (Foto: Reprodução/Redes Sociais)
Bárbara foi encontrada morta em MG (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Um homem de 50 anos, que aparece em vídeos na companhia de Bárbara Victória Vitalino Rodrigues, de 10, foi encontrado morto em uma casa no bairro Cachoeirinha, na Região Nordeste de Belo Horizonte, na tarde desta quarta-feira (3). A informação é do portal g1.

Segundo a PM (Polícia Militar) e a Polícia Civil, há indícios que Paulo Sérgio de Oliveira tenha se matado.

O delegado Saulo Castro, porta-voz da Polícia Civil, afirmou que policiais civis realizam levantamentos investigativos, e que ainda se sabe a causa da morte, mas "há indícios de possível suicídio".

A criança de 10 anos foi encontrada morta na última terça-feira (2) após sair para comprar pão na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Câmeras de segurança encontradas pela polícia mostram Bárbara caminhando ao lado de um homem suspeito pelo seu assassinato.

As imagens foram registradas momentos após Bárbara deixar a padaria, e mostram ela atravessando a rua ao lado de um homem de calça, camiseta escura e boné. Às 17h52, ele faz um sinal para que a garota o espere em uma esquina e segue reto.

Pouco mais de um minuto mais tarde, o homem retorna e eles atravessam a mesma rua, desta vez na direção contrária.

Paulo chegou a ser detido pela polícia na última segunda-feira (1º), quando Bárbara ainda era considerada desaparecida.

Conforme boletim de ocorrência da PM, ele negou ser quem aparecia nas imagens e disse que não conhecia a garota. Mais tarde, confirmou que era ele nas gravações e falou que conhecia Bárbara, mas que não tinha feito nada com ela.

O caso

A morte de uma garota de apenas 10 anos em Ribeirão das Neves, Minas Gerais, comoveu a região.

De acordo com informações do g1, a garota foi localizada em um matagal próximo a um campo de futebol no bairro Pedra Branca.

Como o corpo foi encontrado?

Além da polícia, familiares, amigos e vizinhos da família de Bárbara auxiliavam na busca pela criança. Uma estudante que ajudava o grupo encontrou o cadáver nas cercanias no campo.

Detalhes do encontro

O corpo da menina estava a cerca de 500 metros de distância da casa onde vivia. A garota vestia a mesma camisa do Atlético-MG usada no dia em que desapareceu. Segundo informações do jornal Estado de Minas, havia sinais de violência no cadáver.

Como foi o desaparecimento?

Bárbara aproveitava o último dia de férias escolares para brincar com os amigos em frente à própria casa. Na tarde de domingo, por volta das 17h30, seu pai pediu que ela fosse a uma padaria a cerca de 400 metros de distância para comprar pão.

Esta foi a última vez que a família teve notícias da criança. Após estranharem a demora no retorno, os parentes contataram a polícia e deram início às buscas.

A criança chegou à padaria?

Imagens de uma câmera de segurança na padaria mostram que Bárbara esteve no local. Ela comprou os pães pedidos pelo pai, guardou o troco na bolsa e deixou o local.

Momentos após a saída do estabelecimento

A investigação encontrou outras duas câmeras de segurança que mostram a criança voltando para casa após a ida à padaria. A segunda, às 18h23, em frente a um outro comércio, registrou a garota correndo.

Alguém foi preso?

Um minuto depois, a mesma câmera filmou dois rapazes correndo na mesma direção de Bárbara. Um deles chegou a ser preso na segunda-feira (1º) pela polícia, mas acabou liberado por falta de provas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos