Caso Flordelis: réus são ouvidos no sexto dia de julgamento

O julgamento dos cinco acusados de envolvimento na morte do pastor Anderson do Carmo — entre eles a ex-deputada Flordelis dos Santos de Souza — entra no sexto dia neste sábado, quando começam a ser interrogados os réus. A primeira a ser ouvida deve ser a filha biológica da pastora, Simone dos Santos Rodrigues.

'Ele morreu!', gritaram membros da família comemorando na noite do assassinato do pastor Anderson

Caso Flordelis: pastor morto entrou como filho da ex-deputada na casa da família, dizem testemunhas

Segundo informações dos advogados dos réus, todos falarão em seus interrogatórios, apesar de poderem ficar em silêncio. Ainda não há definição, no entanto, se os acusados responderão às perguntas do Ministério Público, assistente de acusação e da juíza. Eles podem responder apenas ao questionamento da defesa e dos jurados.

Hoje, os cinco réus devem ser ouvidos. Primeiro, os três filhos — André Luiz Oliveira e Marzy Teixeira, filhos afetivos, e Simone dos Santos Rodrigues, filha biológica da pastora —, a neta Rayane Oliveira e, por último, Flordelis. O interrogatório de André começou às 10h27.

Para Ângelo Máximo, assistente de acusação, a expectativa é de que os cinco devem permanecer em silêncio em parte das perguntas.

— Eu acredito que não vão responder as perguntas do Ministério Público, que não vão responder as perguntas da assistente de acusação. Somente do juízo, se responderem, e da própria defesa.

Morte de pastor: veja os principais pontos do depoimento de cada testemunha nos primeiros dias do julgamento

Após o interrogatório dos réus, começará os debates entre a defesa e a acusação. Há a possibilidade deles ocorrerem imediatamente após os depoimentos ou se a sessão será suspensa. Caso o julgamento não seja interrompido, os debates devem ser feitos na noite e madrugada de sábado. Primeiro terá palavra a acusação – promotor de Justiça e em seguida o assistente de acusação. Eles poderão falar por duas horas e meia, dividindo esse tempo, pedindo pela absolvição ou condenação dos réus, a depender das provas apresentadas no julgamento. Depois, terão direito a falar também por duas horas e meia a defesa dos acusados. Eles terão que dividir o tempo total disponível. Os mesmos advogados defendem Flordelis, Rayane, André e Marzy. Apenas Simone é representada por outra advogada, Daniela Grégio.

Desavenças em casa: ‘A desigualdade apareceu na nossa família quando o dinheiro entrou’, relata filha afetiva de Flordelis

Após a explanação da defesa, MP e assistente de acusação terão duas horas de réplica e em seguida, os advogados terão mais duas horas de tréplica. Devido ao número de réus, a defesa deve pedir que o tempo do debate seja aumentando.

Os jurados votarão quesitos, formulados pela juíza, sobre a existência ou não do crime, autoria ou participação dos réus, se devem ser absolvidos, se existem causas de aumento de pena, entre outros. A votação acontece na chamada sala secreta. Após a votação, a magistrada elabora a sentença e estipula a pena, de acordo com os quesitos votados pelos jurados.

Julgamento: Nora da pastora diz que Anderson descobriu plano para envenená-lo em cena digna dos 'Trapalhões'