Caso Henry: advogado decide deixar a defesa de Dr. Jairinho

Paolla Serra
·1 minuto de leitura

RIO - O advogado André França Barreto, que representava Jairo Souza Santos Júnior, o Dr. Jairinho, no inquérito em que ele é investigado pela morte do enteado, Henry Borel Medeiros, de 4 anos, acabou de renunciar à defesa do vereador no caso. Em nota, ele alegou que a decisão tem o objetivo de "evitar conflito de interesse", já que ele tambem representava Monique Medeiros da Costa e Silva, namorada de Jairinho e mãe do menino, que decidiu contratar outro escritório.

Veja, abaixo, a íntegra da nota enviada por André Barreto:

"Desde o momento da outorga de poderes a este escritório por Jairo Souza Santos Júnior (Dr. Jairinho) e Monique Medeiros da Costa e Silva, a todo o momento os constituintes afirmaram a sua inocência, motivo pelo qual inexistia impedimento para a defesa conjunta de ambos.

No entanto, no dia 12 de abril de 2021, a constituinte Monique nomeou um novo patrono.

Por tal razão, estes advogados, reafirmando a sua conduta ética, segundo a qual sempre pautaram a atuação, na forma do artigo 20 do Código de Ética da OAB, e após prévio entendimento com os dois, informam a renúncia ao mandato conferido pelos outorgantes, a fim de evitar eventuais conflitos de interesses."

Mais informações em instantes